Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Engine Swap

Este DeLorean viajou até ao futuro e “roubou” o V6 biturbo ao KIA Stinger GT

O motor V6 PRV do DeLorean DMC-12 original sempre foi considerado algo "curto". Mas o proprietário deste exemplar tem a solução para este problema…

Quando John DeLorean o imaginou estava longe de sonhar que o DeLorean DMC-12 viria a equipar o motor do Kia Stinger GT. Mas apesar deste casamento não ter sido planeado, nem por isso promete ser menos feliz.

Pelo menos é isso que espera o proprietário deste DMC-12, que acaba de “viajar até ao futuro” — este trocadilho era inevitável, certo? — para buscar o motor V6 biturbo do Stinger GT e montá-lo no seu DeLorean.

Recorde-se que o modelo original contava com um bloco V6 PRV — desenvolvido em conjunto pela Peugeot, Renault e Volvo — de 2,85 litros que produzia apenas 130 cv.

A NÃO PERDER: Antes do DeLorean e Cybertruck, já a Ford tinha feito 3 modelos em aço inoxidável

E essa foi sempre uma das críticas apontadas a este automóvel desenhado por Giorgetto Giugiaro, da Italdesign, já que as suas linhas pareciam gritar por outro “poder de fogo”.

Na esperança de resolver este “problema”, o proprietário recorreu ao motor que anima o KIA Stinger GT: um 6 cilindros em “V”, biturbo, com 3,3 litros de capacidade, que produz 366 cv de série.

Mas esta unidade em questão está ligeiramente modificada e conta com novos turbos Garrett, uma nova admissão em alumínio e intercoolers maquinados. O resultado de tudo isto? 494 cv medidos nas rodas e 515 Nm de binário máximo entre as 4000 e as 7200 rpm.

LEIAM TAMBÉM: E se no “Regresso ao Futuro” o DeLorean desse lugar a uma Cybertruck?

A gerir tudo isto está uma caixa manual de seis velocidades “roubada” a um Porsche 911 (996), bem mais capaz de lidar com estes “números” do que a transmissão original do DeLorean DMC-12.

Os mais puristas dirão que os “engine swap” estão longe de ser a solução a ideal. Nós preferimos uma abordagem mais simples e pragmática. E neste caso, só há uma coisa a dizer: agora, chegar aos 140 km/h não deverá ser problema…

Sabe responder a esta?
Qual a potência máxima do Kia EV6 GT?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Kia EV6. Rival do ID.4 tem versão GT mais rápida que um Taycan 4S

Mais artigos em Notícias