Fotos-espia

BMW M8 CSL “caçado” no Nürburgring. 6 cilindros em vez de V8? Parece que sim

Protótipo de testes do BMW M8 CSL foi apanhado no Nürburgring e deixou-se ver quase na totalidade. O que esperar do mais radical dos Série 8?

Depois do M4 CSL, a BMW vai aplicar a sua sigla CSL — que significa Coupe Sport Leichtbau — ao maior dos seus coupés, o Série 8, criando um dos modelos mais extremos e potentes da sua gama, o M8 CSL.

Tivemos acesso — em exclusivo nacional — a fotos-espia de um protótipo de testes no Nürburgring e as certezas sobre este modelo, que a marca de Munique continua a manter no segredo dos deuses, são cada vez maiores.

O protótipo “caçado” no The Ring surpreende logo pelo facto de exibir apenas uma camuflagem leve, que nem chega a esconder os detalhes mais chamativos do modelo, como o duplo rim sem barras verticais, com o interior deste num chamativo vermelho ou a asa traseira.

A NÃO PERDER: Já testámos o BMW M8 Competition. O mais potente de sempre (vídeo)
Fotos-espia BMW M8 CSL
Duplo rim destaca-se pelo vermelho no seu interior. © Razão Automóvel

Também no para choques dianteiro é possível identificar novidades, com as tomadas de ar a assumirem um novo desenho e o difusor inferior a crescer, para uma carga aerodinâmica superior.

De perfil, destaque para as pinças de travão em vermelho — combinação perfeita com os apontamentos vermelhos da grelha, não acham? — e para as intrigantes entradas de ar na janela traseira (qual será a sua função?)

Na traseira, e além da asa que já identificámos e que nos remete de imediato para o BMW M4 GTS, destacam-se os farolins escurecidos, o difusor de ar mais pronunciado e uma terceira luz de travão ao centro, entre as quatro habituais saídas de escape dos modelos M.

RELACIONADO: BMW Série 8 Cabrio renovado também já foi “apanhado” em testes
Fotos-espia BMW M8 CSL © Razão Automóvel

6 em vez de 8?

Deixámos a motorização para o final, porque é ela que pode representar a maior novidade deste M8 GTS. Os rumores indicam que o 4.0 V8 biturbo usado nos outros M8 será preterido por um seis cilindros em linha de 3,0 l, sobrealimentado por dois turbocompressores elétricos.

Turbos elétricos? Isso mesmo. Os turbos elétricos prometem eliminar uma das características menos desejadas dos turbocompressores: o atraso na resposta, o conhecido turbo-lag.

LEIAM TAMBÉM: Alpina B8 Gran Coupé. Alternativa requintada ao BMW M8 Competition Gran Coupé

Estes turbocompressores elétricos não deixam de funcionar da mesma forma como os outros, ou seja, com o fluxo dos gases de escape que fazem gerar uma turbina. Porém, um pequeno motor elétrico (ou dois, um por turbo) permitem que a turbina gire à velocidade ideal nos regimes mais baixos, quando o fluxo de gases de escape não é forte o suficiente para tal.

Espera-se assim uma resposta muito mais imediata do motor sobre a nossa ação sobre o acelerador, sobretudo nas retomas de aceleração, deixando de ser preciso esperar pelo enchimento da turbina.

Fotos-espia BMW M8 CSL © Razão Automóvel

Contas feitas, além de uma superior resposta nos regimes mais baixos, esta solução promete até que este seis cilindros supere o atual V8 em potência, estimando-se que a potência final do M8 CSL supere os 625 cv do BMW M8 Competition, fazendo deste o mais potente dos Série 8.

Conjugando a maior potência com uma esperada dieta e o maior aparato aerodinâmico e dinâmico, deixam bons indícios para que este M8 CSL se torne numa “arma” para atacar qualquer circuito.

A apresentação ao público deste M8 mais radical, que será mais leve vai acontecer na primavera do próximo ano.

Sabe responder a esta?
Qual a velocidade máxima do M5 CS, o BMW mais potente de sempre?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Este é o novo BMW M5 CS. O mais potente BMW de sempre

Mais artigos em Notícias