Tuning

Maserati MC20. Ainda não começou a ser entregue e já foi alterado

Criado pela empresa nova-iorquina "7 Designs", o kit estético e aerodinâmico torna o visual do Maserati MC20 bem mais agressivo.

Longe dos “excessos visuais” típicos de tantos supercarros, o Maserati MC20 troca os usuais apêndices aerodinâmicos sobredimensionados por linhas mais arredondadas e, quiçá, mais elegantes.

Uma discrição visual que parece não ser do agrado de todos. Por isso a empresa nova-iorquina “7 Designs” não perdeu tempo e criou um kit estético e aerodinâmico para o superdesportivo italiano, apesar do MC20 ainda não ter começado a ser entregue aos seus futuros proprietários.

Limitado a 25 unidades e com um preço ainda por revelar, o kit ao qual a “7 Designs” chamou “Aria” tem como missão aproximar o estilo do supercarro da Maserati ao dos seus mais extravagantes concorrentes.

A NÃO PERDER: Sucesso. Lamborghini já fez 400 Huracán de competição
Maserati MC20 tuning
Este kit estético confere ao MC20 o visual “típico” dos supercarros.

Mais asas, mais agressividade

O objetivo da “7 Designs” foi dotar o Maserati MC20 de um visual mais agressivo e, verdade seja dita, não é preciso uma grade capacidade de observação para constatar que tal foi conseguido, graças à adição de vários elementos aerodinâmicos.

Na dianteira temos um novo splitter e o para-choques recebeu duas canards nas laterais. Na lateral o MC20 recebeu novas saias laterais assim como capas dos espelhos em fibra de carbono. Por fim, no tejadilho a empresa nova-iorquina adicionou uma entrada de ar.

Maserati MC20 tuning
De perfil é notória a proliferação de apêndices aerodinâmicos. As jantes também são novas bem como a tomada de ar no tejadilho.
A NÃO PERDER: Anti-Porsche Macan. Maserati Grecale antecipado por imagens desfocadas

A juntar a isto temos novas jantes pintadas em preto gloss e na traseira, há um novo para-choques onde se destaca um novo e maior difusor e uma substancial asa fixa em fibra de carbono.

Quanto à mecânica, a preparadora norte-americana não revelou quaisquer alterações. Desta forma, debaixo do capô e em posição central traseira continua a estar o Nettuno, um V6 biturbo com 3.0 l e tecnologia do universo da Fórmula 1, que disponibiliza 630 cv e 730 Nm de binário.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi revelado o SEAT Ronda?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Este SEAT Ronda foi usado como prova em tribunal. Porquê?

Mais artigos em Notícias