Entrevista

Marco Pavone, designer da Volkswagen: “É o Polo com o caráter mais forte de sempre”

Marco Pavone, o diretor de design exterior na Volkswagen dá-nos a conhecer melhor o que esteve por detrás do renovado estilo do Volkswagen Polo.

Marco Pavone, o designer brasileiro que lidera o design exterior na Volkswagen, foi também o responsável pelo reestilizado Volkswagen Polo e fala-nos mais em detalhe sobre este projeto.

Marco Pavone não é o único designer automóvel da família. O seu irmão gémeo José Carlos Pavone também o é. Os gémeos Pavone ainda mal se tinham começado a pôr de pé e já faziam uns esboços de carros, mas essa paixão quase desde o berço, a determinação e talento deram frutos.

Marco (à esquerda na foto) é o n.º 1 do design exterior da Volkswagen na sede da marca na Alemanha, enquanto José Carlos (à direita) é o diretor de design da empresa na América Latina.

Marco Pavone e José Carlos Pavone
Os gémeos Pavone: à esquerda, Marco, chefe de design exterior da Volkswagen na Alemanha; à direita, José Carlos Pavone, chefe de design da Volkswagen na América Latina.
VEJAM TAMBÉM: Volkswagen Autoeuropa reduziu 79,8% de emissões de CO2 em 10 anos

Agora que está a chegar a geração 6.5 do Polo, Marco Pavone explica-nos alguns dos seus pontos mais importantes.

O Polo original foi lançado em 1975 e a sexta geração, que agora foi atualizada, estreou em 2017. Entre esses dois momentos passaram mais de 40 anos, mas ainda assim existem semelhanças entre esses dois veículos?

Marco Pavone (MP): Embora o primeiro Polo tivesse dimensões completamente diferentes e o novo modelo seja o maior de sempre, as proporções são semelhantes: projeções de carroçaria curtas, distribuição cuidada da estrutura do tejadilho em relação ao comprimento do veículo e formas que afunilam na frente. E muito importante: o pilar C que desce a pique e que é consideravelmente mais dinâmico no novo Polo.

Volkswagen Polo primeira e sexta geração
Mais de 40 anos separam o primeiro Volkswagen Polo da sua sexta geração — e ainda assim é possível encontrar traços que os unem.

Quer dizer que os antepassados do Polo influenciaram o design do novo modelo?

MP: O contorno da área vidrada lateral é um bom exemplo. Já em 1975 era um importante elemento do design. A longa charneira continua lá, mas é mais dinâmica e poderosa. A partir de 2017 o Polo reforçou a sua forma em cunha, “ombros” fortes e silhueta de tornado. No geral, é claramente mais masculino, mais “crescido” — e mais emocional.

Marco Pavone

Que especificações influenciaram o desenvolvimento do design?

MP: O design da Volkswagen tem tudo a ver com lógica. As linhas dinâmicas ajudam a estruturar as superfícies e fornecem um sentido de perspetiva. A lógica pode ser muito bem vista na frente do carro — todas as linhas se unem para criar um dinamismo masculino. É como a matemática: certos fatores combinados produzem um certo resultado; no final de contas tudo se encaixa.

E o que quis mudar no design exterior nesta geração de 2021?

MP: Destaco duas áreas: em primeiro lugar, a grelha dianteira com a faixa de luz a toda a largura servindo como luz de condução diurna ajuda a combinar todos os elementos. Ao mesmo tempo que torna o novo Polo mais amplo e requintado do que antes. E em segundo lugar, o novo design dos faróis posteriores que realçam a traseira e fazem com que o Polo pareça pertencer a uma classe de veículos acima, pela primeira vez em sua história.

Numa frase o que faz do renovado Volkswagen Polo o melhor de todos os tempos?

MP: É o Polo com o caráter mais forte de sempre.

Se ainda não tiveram oportunidade de saber tudo o que mudou no renovado Volkswagen Polo, deixem que o Guilherme Costa os elucide neste nosso vídeo:

Mais artigos em Notícias