Leilões

Peugeot 205 Turbo 16 raríssimo vai a leilão e promete render uma fortuna

Um dos quatro Peugeot 205 Turbo 16 mais raros e valiosos do mundo vai a leilão, prevendo-se que seja rematado por mais de 300 000 EUR.

A leiloeira francesa Aguttes acaba de colocar à venda um dos exemplares mais raros e valiosos do Peugeot 205 Turbo 16, uma vez que se trata de um de apenas quatro exemplares que foram construídos originalmente em branco.

E como se isso não bastasse para o tornar especial, este modelo em particular pertenceu a Jean Todt, atual presidente da FIA e, na altura em que este especial de homologação foi lançado, o “patrão” da Peugeot Talbot Sport, a responsável pela criação do 205 Turbo 16 de rali para correr no famoso Grupo B do Campeonato do Mundo de ralis.

Dos quatro exemplares pintados em branco pérola (todos os outros foram pintados em cinzento Winchester), todos ficaram dentro da estrutura da marca francesa. O que vemos aqui foi entregue a Todt, já os outros três ficaram nas mãos de Jean Boillot (presidente da Peugeot na época), Didier Pironi (mítico piloto francês) e André de Cortanze (diretor técnico da Peugeot).

A NÃO PERDER: Peugeot 205 T16. Poderia ser assim o renascer do “monstro” de Grupo B?
Peugeot 205 T16
Apenas quatro unidades foram pintadas em branco pérola. Aguttes

Este modelo pertenceu ao atual presidente da FIA até 1988, altura em que mudou de mãos para um engenheiro da marca com sede em Sochaux. Agora vai a leilão e, de acordo com a leiloeira responsável pelo negócio, pode ser vendido por um valor entre os 300 000 e os 400 000 EUR.

Só existem 219 exemplares

Qualquer semelhança com o Peugeot 205 convencional é pura coincidência. É que este 205 Turbo 16 é um autêntico protótipo de competição, feito a partir de um chassis tubular e com uma carroçaria revestida por materiais compósitos.

Para poder homologar o 205 Turbo 16 para o Mundial de ralis, a marca francesa tinha de produzir pelo menos 200 exemplares com a mesma configuração do modelo de competição. A marca francesa acabou por construir 219 unidades (dividas entre duas séries), entre os quais este que lhe trazemos aqui.

Peugeot 205 T16
Este exemplar pertenceu a Jean Todt (atual presidente da FIA), que na altura em que este especial de homologação foi lançado, era o “patrão” da Peugeot Talbot Sport. Aguttes

Esta foi a 33ª unidade da primeira série limitada a 200 cópias, tendo sido registada em Paris no ano de 1985 pela própria Peugeot.

Todt “encomendou” mais potência

O 205 Turbo 16 “road legal” era animado por um motor 1.8 de quatro cilindros turbo de 16 válvulas — montado em posição central transversal — que produzia 200 cv, aproximadamente metade da potência do modelo de competição. Porém, e de acordo com a leiloeira que o está a vender, esta unidade foi modificada de forma a produzir 230 cv, a pedido do próprio Jean Todt.

Peugeot 205 Turbo 16. Entrada de ar traseira
Só os contornos principais e as óticas eram idênticos aos do 205 convencional. Tudo o resto era (muito) diferente.

Com apenas 9900 km no odómetro, este Peugeot 205 Turbo 16 foi recentemente alvo de uma revisão profunda e “recebeu” uma nova bomba de combustível, uma correia de transmissão e um conjunto de pneus Michelin TRX.

Tal como as imagens sugerem, está em excelentes condições e mantém o volante de dois raios com a inscrição Turbo 16 e as bacquets desportivas num estado imaculado.

Tudo isso ajuda a justificar a pequena “fortuna” que a Aguttes acredita que ele vai render. Isso e o facto de o 205 T16 de competição ter conquistado o título individual e de construtores do Mundial de ralis em 1985 e 1986, com os finlandeses Timo Salonen e Juha Kankkunen, respetivamente, aos comandos.

Sabe responder a esta?
Qual a velocidade máxima que o WM P88 Peugeot atingiu em 1988 nas 24 Horas de Le Mans?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

WM P88 Peugeot. O «rei da velocidade» nas 24 Horas de Le Mans

Mais artigos em Notícias