Arranque a Frio

Que cor escolher? O primeiro Lancia Y tinha 112 à escolha

O Lancia Y (1996) não só era único no seu desenho, como apostou forte na personalização, demonstrado pelas 112 cores que colocava à escolha.

O Lancia Y, lançado em 1996, não só era distinto no seu design — ainda hoje pouco consensual, mas um dos melhores exercícios em coesão formal e originalidade —, como parece ter sido também um dos percursores da personalização automóvel, uma possibilidade comum nos nossos dias, independentemente do segmento do mercado.

As magistrais linhas traçadas por Enrico Fumia começaram por poder ser preenchidas com 12 cores. Não foi preciso esperar muito, porém, para serem adicionadas umas impressionantes 100 cores ao catálogo do Lancia Y, através do programa Kaleidos.

Havia cores para todos os gostos. Os 100 novos tons podiam ser metalizados ou pastel e eram distribuídos por 25 tons de azul, 25 verdes, 19 vermelhos, 16 roxos e 15 entre castanhos e cinzentos. Dificilmente não encontrávamos um tom ao nosso gosto e em contraste às típicas cores neutras que são as mais comuns nos automóveis que compramos.

VÊ TAMBÉM: Os futuros Alfa Romeo, DS e Lancia vão ser desenvolvidos em conjunto
Mostruário de cores do Lancia Y

O programa Kaleidos começou por ser oferecido apenas em Itália, onde o cliente escolhia a cor do seu futuro Lancia Y num mostruário presente no concessionário (acima), com esta opção a ser expandida a outros mercados.

O “boom” da personalização automóvel, no entanto, só arrancaria em definitivo com a chegada do MINI (o primeiro da BMW) em 2000.

Anúncio imprensa Lancia Y Kaleidos
Anúncio para o mercado alemão.

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabe responder a esta?
Qual destas motorizações faz parte do novo Mercedes-Benz Classe S W223?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Mercedes-Benz Classe S 400 d (W223). Ainda é o melhor carro do mundo?

Mais artigos em Notícias