Antevisão

Kia vai lançar 7 novos elétricos até 2026

A Kia acelera os seus planos de eletrificação ao anunciar sete novos elétricos até 2026 e não 2027 como previamente anunciado.

A Kia está a passar por uma intensa fase de transformação e o novo logótipo é apenas a ponta do icebergue. O foco do construtor sul-coreano passará a ser o de criar soluções sustentáveis de mobilidade, justificando a mudança do nome da empresa de Kia Motors Corporation para apenas Kia Corporation.

E quando nos referimos a soluções sustentáveis de mobilidade, temos de falar, incontornavelmente de veículos 100% elétricos e eletrificados. É objetivo da Kia chegar a 2030 com 40% das suas vendas globais a corresponderem à venda de veículos elétricos e híbridos (convencionais e plug-in), o que se traduzirá em aproximadamente 880 mil veículos 100% elétricos e 725 mil veículos híbridos.

Para o conseguir a Kia vai lançar até 2026 sete novos veículos elétricos em plataforma dedicada — a já revelada e-GMP — que se juntarão aos quatro outros veículos elétricos previstos derivados de plataformas para veículos com motor de combustão interna. Ou seja, 11 veículos 100% elétricos no total e a estarem todos no mercado um ano antes do anunciado originalmente no “Plano S”.

VÊ TAMBÉM: E-GMP. A plataforma que vai eletrificar o Hyundai Motor Group

CV, o primeiro

O primeiro desses novos elétricos será apresentado no final do próximo mês de março e começará a ser vendido no segundo semestre do ano, sendo conhecido, para já, apenas pelo seu nome de código CV. Deverá adotar a denominação EV seguida de um algarismo — EV1, EV2, … são as designações dos novos modelos — e será um crossover tendo como potenciais rivais o Volkswagen ID.4, o Ford Mustang Mach-E e o incontornável Tesla Model Y. Ou seja, pelo menos um patamar acima daquele em que se encontra o atual e-Niro.

Kia CV teaser
O teaser esconde o primeiro de sete novos elétricos assente sobre a e-GMP, por enquanto, conhecido apenas como CV.

A nova plataforma e-GMP — a ser estreada pelo Hyundai IONIQ 5 — promete dar ao futuro CV um conjunto de características apetecíveis no universo dos elétricos, como o de permitir carregamentos a 800 V, traduzindo-se em carregamentos mais rápidos (4min por cada 100 km de autonomia), e uma autonomia máxima de até 500 km. A performance não foi esquecida, prometendo 3.0s nos 0-100 km para a sua versão mais potente. Também permitirá atualizações remotas (over the air) e, mais tarde, atingir o nível 3 de condução autónoma.

A Kia conta que o CV tenha um importante papel no elevar da percepção da marca e correspondente posicionamento futuro. Não admira, portanto, que seja ele a estrear o novo logótipo da Kia, como o seu design — departamento liderado por Karim Habib — deverá também marcar um novo rumo estilístico da marca.

Kia teaser
Um segundo modelo já foi antecipado, assumindo o formato de um SUV elétrico de maiores dimensões.

Os restantes elétricos a serem lançados pela Kia com base na e-GMP não foram especificados, exceto que três serão SUV e os outros três serão carros. Em relação aos outros quatro elétricos, sabemos que um será um veículo comercial e outro será o sucessor do Kia Niro.

A distribuição do lançamento de todos os 11 elétricos até 2026 acontecerá da seguinte forma (caso não haja alterações): o CV em 2021, um modelo em 2022, três em 2023, dois em 2024 e mais três em 2025-26.

VÊ TAMBÉM: Agora também como híbrido plug-in. Testámos o Kia XCeed PHEV

PBV

A aposta na mobilidade far-se-á também na oferta de serviços (car sharing, por exemplo), mas que contemplarão também o desenvolvimento de veículos de uso específico para o efeito, denominados de PBV ou Purpose Built Vehicle.

O primeiro desses veículos surgirá em 2022 numa plataforma dedicada — tipo skateboard — e poderá acomodar uma série de carroçarias tendo em conta o uso pretendido: de táxi a veículo de mercadorias. Contarão ainda com uma forte componente ao nível da condução autónoma; um futuro onde cada vez mais marcas apostam.

Mais artigos em Notícias