Insólito

Seis anos depois do fim da produção venderam-se dois SLS AMG novos nos EUA

O Mercedes-Benz SLS AMG até pode ter deixado de ser produzido há cerca de seis anos, no entanto ainda havia dois exemplares à espera de dono nos EUA.

A “saga” das vendas insólitas nos EUA em 2020 continua. Agora foi a vez de duas unidades do Mercedes-Benz SLS AMG encontrarem o seu primeiro dono naquele país.

O que torna toda esta situação curiosa é o facto do desportivo alemão ter deixado de ser produzido há já seis anos. Por isso mesmo, é algo estranho que em 2020 ainda houvesse nos EUA duas unidades que nunca haviam sido vendidas.

A última vez que a marca alemã tinha registado a venda de uma unidade do modelo foi em 2016, ano em que vendeu… uma só unidade. Já em 2015, um ano depois do fim da produção, a marca de Estugarda conseguiu vender nos EUA 29 unidades.

VÊ TAMBÉM: Vários Fiat e esta Alfa Romeo fechados há quase 30 anos num armazém
Mercedes-Benz SLS e Mercedes-Benz 300 SL
O SLS AMG posa para a fotografia com antecessor ancestral, o icónico 300 SL “Gullwing”.

O Mercedes-Benz SLS AMG

Revelado no Salão de Frankfurt de 2009, o SLS AMG viu a sua produção arrancar em janeiro de 2010 e não escondia a inspiração no mítico 300 SL Gullwing.

Ao longo dos quatro anos em que foi produzido este manteve-se fiel ao V8 com 6.2 l com que se apresentou, tendo-se este apresentado, consoante as versões, com 571 cv, 591 cv (no SLS AMG GT) e 631 cv (no SLS AMG Coupé Black Series).

A única exceção ao uso do V8 foram as duas versões elétricas. Designado SLS AMG Coupé Electric Drive, este contou com uma variante com 751 cv e outra com 816 cv. O fim da produção chegou em 2014 e foi assinalada com o SLS AMG Final Edition que foi revelado no Salão de Los Angeles de 2013.

Sabe responder a esta?
Em que ano foi lançado o Aston Martin Rapide?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

“In memoriam” 2020. É o fim para estes 15 modelos

Mais artigos em Notícias