Antevisão

Novo Mazda CX-5 quer superar os alemães. Tração traseira e motores nobres

A próxima geração do Mazda CX-5 deverá recorrer à nova plataforma de tração traseira da Mazda. Objetivo? Consolidar o posicionamento premium da marca japonesa.

A ascensão da Mazda continua. A cada nova geração de modelos, fica cada vez mais claro o posicionamento que a marca japonesa sediada na cidade de Hiroshima aspira alcançar.

A aposta no design orgânico, na qualidade dos materiais e numa visão do automóvel centrada no condutor — numa altura em que a indústria automóvel aposta quase tudo na condução autónoma — tem contribuído para uma perceção da Mazda, por parte dos consumidores, mais próxima das marcas premium do que das marcas generalistas.

De acordo com os rumores agora veiculados pela BestCarWeb.jp, um dos derradeiros passos da Mazda enquanto marca premium poderá surgir com a nova geração do Mazda CX-5.

Mazda Vision Coupe
Mazda Vision Coupe (2017). O concept que antecipou as linhas mestras dos modelos Mazda da atualidade.

Mazda CX-5. Mais premium que nunca

Segundo os nossos colegas da BestCarWeb.jp, o próximo Mazda CX-5 vai recorrer à nova plataforma de tração traseira da marca.

Uma plataforma totalmente nova, desenvolvida de raiz, que servirá de base a uma renovada gama de modelos Mazda. Primeiro o já confirmado Mazda6, e agora o novo Mazda CX-5.

A NÃO PERDER: Apanhado! O novo motor de 6 cilindros em linha da Mazda deixa-se ver (em parte)

Esta não é uma plataforma qualquer. Trata-se de uma plataforma desenvolvida de raiz para modelos de tração traseira, capazes de receber motores até seis cilindros. Duas orientações tecnológicas que exigiram coragem por parte da administração da Mazda.

Numa altura em que toda a indústria aposta numa redução da componente mecânica dos seus modelos, a Mazda continua a defender a validade tecnológica dos motores de combustão. Sem menosprezar a eletrificação, a Mazda continua a acreditar nesta tecnologia e a desenvolvê-la — os motores Skyactiv-X e os novos Wankel são a prova disso mesmo.

Estamos a falar de motores atmosféricos e Diesel, de seis cilindros em linha, com cilindradas compreendidas entre os 3.0 e os 3.3 litros de capacidade.

Gama Mazda CX-5 poderá crescer

À semelhança do que acontece com as marcas premium alemãs, a Mazda poderá derivar o CX-5 em duas carroçarias, abrindo espaço para um novo Mazda CX-50. Uma versão mais desportiva e mais dinâmica, do futuro Mazda CX-5.

Porém, a espera por estes novos modelos ainda deverá ser longa. Não deveremos ver o novo Mazda CX-5 e CX-50 nas estradas antes de 2022. Uma coisa é certa: apesar de todas as adversidades, no ano em que a Mazda celebra o seu centenário, a marca parece mais focada que nunca.

TENS DE LER: Confirmado. O regresso do Wankel à Mazda acontece em 2022, mas como extensor de autonomia

Mais artigos em Notícias