Antevisão

Confirmado. O regresso do Wankel à Mazda acontece em 2022, mas como extensor de autonomia

O regresso do Wankel à Mazda deverá acontecer com o MX-30, o primeiro elétrico do fabricante, mas não será o único modelo a ser equipado com ele.

Foi o próprio diretor executivo da Mazda, Akira Marumoto, que o confirmou durante a apresentação oficial do MX-30 no Japão. O regresso do Wankel não será como propulsor, é certo, mas sim, já referido por nós em diversas ocasiões, como extensor de autonomia para veículos elétricos. Nas palavras de Akira Marumoto:

“Como parte das tecnologias de multi-eletrificação, o motor rotativo vai ser empregue nos modelos dos segmentos mais baixos da Mazda e será introduzido no mercado na primeira metade de 2022.”

Ou seja, o MX-30 é apenas o início. A declaração de Marumoto, também repetida num vídeo oficial da Mazda (em japonês) deixa adivinhar que o Wankel encontrará lugar em mais veículos compactos do fabricante japonês.

VÊ TAMBÉM: Mazda MX-30. Todos os preços para Portugal
Mazda MX-30

Apesar de chegar mais tarde que o originalmente previsto (chegou a estar previsto chegar… o ano passado), o que sabemos é que o regresso do Wankel será via uma unidade bastante compacta — não maior que uma caixa de sapatos… —, o suficiente para que o veículo elétrico onde está instalado chegue mais longe.

Usar um Wankel como extensor de autonomia não é uma novidade absoluta na Mazda. Em 2013 o fabricante de Hiroshima apresentou um protótipo com base no (anterior) Mazda2 que demonstrava a validade da solução — até a Audi se interessou por esta ideia, tendo revelado um protótipo de um A1 (1ª geração) com “arranjo” idêntico.

MX-30, o primeiro

O Mazda MX-30, o primeiro elétrico de produção do construtor — mas não só… no Japão vai ser vendido, para já, como um “normal” crossover com motor de combustão interna associado a um sistema mild-hybrid —, chegou muito recentemente ao mercado nacional.

Apesar dos elogios à sua condução e até ao seu aspeto e soluções distintas (portas traseiras de abertura invertida, por exemplo), tem sido criticado pela sua parca autonomia — apenas 200 km… É o candidato ideal para receber um extensor de autonomia na forma de um pequeno Wankel.

Mazda MX-30 MHEV

Espaço não falta. Espreitem por baixo do capô do MX-30 — plataforma é partilhada com os CX-30 e Mazda3 — e encontram espaço de sobra ao lado do (também) compacto motor elétrico para encaixar um Wankel. Teremos ainda de esperar por 2022, mas os testes de desenvolvimento (na estrada) a esta nova versão deverão arrancar já no início de 2021.

As palavras do diretor executivo da Mazda, no entanto, deixam espaço à especulação: o regresso do Wankel não se ficará pelo MX-30. Que outros modelos compactos o receberão como extensor de autonomia?

Mais artigos em Notícias