Antevisão

Vem aí um crossover elétrico da Smart com base chinesa

Baseado na plataforma SEA da Geely, o primeiro crossover elétrico da Smart será desenvolvido em conjunto pela marca chinesa e, claro está, pela Mercedes-Benz.

Exclusivamente elétrica e atualmente gerida “a meias” pela Daimler AG e a Geely (lembras-te da joint venture 50-50?), a Smart prepara-se para lançar um pequeno e inédito crossover elétrico.

A confirmação foi feita no Linkedin por Daniel Lescow, o vice-presidente de vendas a nível global da Smart, e vem confirmar uma notícia que já tínhamos avançado há quase um ano.

Segundo Daniel Lescow, este crossover elétrico da Smart será “o novo alfa na selva urbana”, com o executivo da marca a afirmar: “Será excepcional, instantaneamente reconhecível como um Smart, ultramoderno, sofisticado e com avançadas soluções de conectividade”. Ainda segundo Lescow, será um caso em que “1 + 1 dá muito mais do que 2!”.

VÊ TAMBÉM: Adeus, combustão. Conduzimos o renovado Smart elétrico, o único que podes comprar
Gama Smart
Ainda não há data confirmada, mas está garantido que a gama Smart vai passar a contar com um pequeno crossover elétrico. Resta saber é se algum dos atuais modelos vai desaparecer.

O que já sabemos

Para já, as informações acerca deste crossover elétrico da Smart são ainda escassas. As únicas confirmações são o facto de que vai existir, de que será desenvolvido a meias entre a Mercedes e a Geely e que, por isso mesmo, basear-se-á na nova plataforma específica para elétricos da Geely, a SEA (Sustainable Experience Architecture).

Recentemente revelada, esta plataforma modular é já usada por modelos da Lynk&Co e deverá servir de base ainda um pequeno modelo da Volvo — especula-se que venha a ser um crossover elétrico posicionado abaixo do XC40.

Geely SEA plataforma
A nova plataforma para elétricos da Geely, a SEA

Desenvolvida com o intuito de alcançar as cinco estrelas nos testes de segurança, os modelos baseados nesta plataforma podem oferecer até 644 km de autonomia; ser de tração dianteira, traseira ou integral; e ter até três motores elétricos e um extensor de autonomia (motor de combustão).

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Pagani Huayra Tricolore?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Pagani Huayra Tricolore. A homenagem aos ases dos ares

Mais artigos em Notícias