Arranque a Frio

Este elétrico da BMW consegue voar para lá dos 300 km/h

A BMW apresentou o primeiro fato-asa ou wingsuit eletrificado. Este permite não só voar mais depressa como também mais tempo e até ganhar altura.

Uma colaboração entre a BMW i, a Designworks (consultora criativa e estúdio de design pertencente à BMW) e Peter Salzmann (BASE jumper e skydiver austríaco) resultou na adição de dois impulsores elétricos a um wingsuit, ou fato-asa, para voar mais depressa e também mais tempo — é o primeiro wingsuit eletrificado.

Os impulsores, em fibra de carbono, giram a aproximadamente 25 mil rpm, cada um motorizado por um motor elétrico com 7,5 kW (10 cv). A estrutura que os suporta fica como “pendurada” à frente do tronco do/a skydiver. Sendo elétricos, os motores são alimentados por uma bateria que garante cinco minutos de energia.

Parece pouco, mas é o suficiente para aumentar a velocidade até mais de 300 km/h e até ganhar altitude.

VÊ TAMBÉM: iX. Tudo sobre o novo SUV topo de gama elétrico da BMW

Algo que podemos ver neste teste, onde Peter Salzmann é largado de um helicóptero a 3000 m de altitude, passa pelo topo de duas montanhas e depois liga os impulsores do wingsuit eletrificado para ultrapassar a terceira montanha, mais alta que as outras duas:

Foram precisos três anos para tornar o wingsuit eletrificado uma realidade — com muito tempo passado num túnel de vento —, tendo partido de uma ideia original do próprio Salzmann.


Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Qual era a potência máxima do Peugeot 405 T16 quando em "overboost"?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te deste? Peugeot 405 T16, o especial de homologação (aparentemente)

Mais artigos em Notícias