Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Apresentação

Este é o 100º e último Pagani Huayra Roadster produzido

Apresentado em 2017, a Pagani anunciou que seriam produzidos apenas 100 unidades do Huayra Roadster. Dito e feito. O 100º e último acabou de ser finalizado.

Foram precisos pouco mais de três anos até serem fabricados de forma meticulosa os 100 Pagani Huayra Roadster prometidos, cada um único, feito à medida de cada um dos seus clientes. O último, a centésima unidade, não é diferente.

Este muito especial Huayra Roadster — não o serão todos? — destaca-se por deixar exposta a fibra de carbono que dá forma à carroçaria, pelo uso de um muito contrastante amarelo no interior e ainda por detalhes como uma barbatana traseira, inspirada pelo Zonda Tricolore.

Mas melhor do que nós, só mesmo pela voz do seu novo dono, que nos leva a conhecer em mais detalhe o seu Huayra Roadster e o que o apaixonou na casa de Horacio Pagani:

VÊ TAMBÉM: Pagani Imola. A surpresa “hardcore” da Pagani para Genebra

Huayra Roadster

Apresentado no Salão de Genebra de 2017, meia dúzia de anos após o Huayra Coupé — do qual foram também feitas apenas 100 unidades —, o Huayra Roadster impressionou e até surpreendeu, acima de tudo, por ser mais leve que o modelo fechado.

E não é por pouco. São 80 kg de diferença entre as duas carroçarias e, para mais, a Pagani diz que é o modelo aberto o mais resistente à torção. Tal feito foi conseguido pela profunda revisão à estrutura do Huayra e pela aplicação de novos materiais, mas mesmo assim, surpreende o resultado que foi alcançado.

O que não mudou foi a escolha de “coração”. Por detrás dos dois ocupantes continuamos a ter o mesmo V12 de 6,0 l de capacidade twin turbo, dos mestres da AMG. No Huayra Roadster o V12 passou a debitar mais alguns cavalos; a potência passou de 730 cv para 764 cv, mas o valor de binário manteve-se idêntico: 1000 capazes-de-provocar-tremores-de-terra-Nm. Tudo transmitido apenas e só às rodas traseiras via uma caixa semi-automática de sete velocidades.

Um pouco mais potente, um pouco mais leve (1280 kg a seco), o Huayra Roadster dizima os 100 km/h em apenas 3,0s (e apenas duas rodas motrizes) e atinge os 370 km/h.

Entretanto, o dia 12 de novembro veio e passou e ainda estamos à espera do prometido Pagani Huayra R, que promete ser o mais radical dos Huayra, destinado, como o Zonda R, apenas aos circuitos:

TENS DE VER: Pagani Huayra R. O mais extremista dos Huayra terá um motor naturalmente aspirado

Mais artigos em Notícias