Tecnologia

SuperBattery. A bateria que carrega em segundos

Capaz de suportar centenas de milhar de ciclos de carga e de ser recarregada em apenas 15 segundos, a SuperBattery promete revolucionar os carros elétricos.

Desenvolvida pela Skeleton Technologies em colaboração com o Instituto de Tecnologia de Karlsruhe, na Alemanha, a SuperBattery promete resolver três dos principais “defeitos” dos carros elétricos: o longo tempo de carregamento, a degradação das baterias e o receio de ficar sem bateria.

Aproveitando a sua experiência no campo do armazenamento de energia em ultracapacitores (ou supercapacitores) à base de grafeno, a Skeleton Technologies desenvolveu a SuperBattery, uma bateria que, de acordo com os seus criadores recarrega em… 15 segundos!

Ainda segundo a Skeleton Technologies, esta inovadora bateria suporta centenas de milhar de ciclos de carregamento sem se degradar. Por divulgar ficou a capacidade da bateria que é possível recarregar em tão pouco tempo.

VÊ TAMBÉM: Tesla. Baterias “low cost” capazes de 1,6 milhões de quilómetros? Tudo indica que sim
Carga da bateria
Em teoria, ao usar a tecnologia dos ultracapacitores a SuperBattery deverá permitir carregamentos bem mais rápidos do que aqueles a que estamos habituados.

Já está patenteada

Na base das fantásticas capacidades da SuperBattery está, segundo avança a Skeleton Technologies, o uso de carbono grafeno curvo, um material patenteado pela empresa da Estónia que permite migrar a elevada capacidade de armazenamento e a longevidade dos ultracapacitores a uma bateria de grafeno.

Para teres noção da importância dos ultracapacitores no futuro dos automóveis elétricos, ainda recentemente a Tesla comprou a Maxwell Technologies, que se dedica à produção de… ultracapacitores.

Segundo Taavi Madiberk, CEO de Skeleton Technologies: “A cooperação entre as empresas europeias de armazenamento de energia é fundamental para que a UE seja um líder global neste campo. Estamos muito satisfeitos por ter assinado o acordo de desenvolvimento da SuperBattery com o Instituto de Tecnologia de Karlsruhe e combinar forças para trazer ao mercado uma tecnologia que vai tornar obsoletas as soluções existentes”.

Gama Tesla
Ao que parece também a Tesla entrou na “guerra” dos ultracapacitores.
VÊ TAMBÉM: Toyota. Primeiro elétrico com baterias de estado sólido em 2025

Apesar de a Skeleton Technologies afirmar que a SuperBattery já captou a atenção e interesse de várias empresas do setor automóvel, a empresa estónia não avança com um prazo de tempo no qual poderemos ver esta tecnologia aplicada em automóveis elétricos.

Sabes responder a esta?
Qual é a autonomia do Honda e Advance?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Razão vs emoção. Testámos o elétrico Honda E

Mais artigos em Notícias