Indústria

Crise? Vendas do Porsche 911 subiram na primeira metade do ano

Enquanto a indústria automóvel (e não só) se debatem com a crise gerada pela pandemia do Covid-19, há alguns modelos, como o Porsche 911, que parecem… imunes.

Com mais de metade de 2020 atrás de nós, são vários os construtores automóveis, como a Porsche, que publicaram os resultados comerciais dos primeiros seis meses do ano. E, previsivelmente, não são os mais positivos, mas há exceções, quando vemos os números modelo a modelo, onde descobrimos uma surpresa chamada Porsche 911.

Nos primeiros seis meses do ano, seriamente afetados pelo progredir da pandemia pelo planeta, a Porsche entregou um total de 116 964 veículos, menos 12% em relação a 2019, quando entregou 133 484 veículos.

Seja qual for a região analisada — Europa, Américas ou Ásia — a Porsche registou quebras em todas elas, sendo as maiores verificadas na região americana (-21%) e europeia (-18%). O maior mercado singular para a Porsche em volume continua a ser a China, tendo sido entregues 39 603 unidades.

VÊ TAMBÉM: Porsche Taycan Turbo estreia-se na competição. Mas não como tu pensas
Porsche 911 Turbo
Porsche 911 Turbo

Surpresa chamada 911

Quando vemos as vendas por modelo, é o Cayenne que se mantém como o Porsche mais vendido, com 39 245 unidades entregues nos primeiros seis meses do ano. Este é seguido de relativamente perto pelo Macan, o seu segundo e mais compacto e acessível SUV com 34 430 unidades. O Taycan, o seu primeiro elétrico, viu serem entregues 4480 unidades.

Mas a surpresa veio do seu icónico modelo 911. A trajetória das suas vendas segue caminho oposto ao dos restantes, subindo em 2% para as 16 919 unidades, na primeira metade do ano.

Como se justifica? A geração 992 do Porsche 911 foi lançada há pouco mais de 18 meses, pelo que o efeito novidade ainda se faz sentir. As vendas do 911 estavam a subir expressivamente em quase todos os mercados antes de serem impostas as medidas de confinamento que obrigaram a parar quase toda a atividade económica.

Para mais, a gama, como seria de esperar, continua a crescer. Depois de ter arrancado com os Carrera S, já chegaram ao mercado o mais acessível dos 911, assim como, mais recentemente, o todo-poderoso 911 Turbo S e o 911 Targa. E há uma semana foi revelado o 911 Turbo.

Com a recuperação dos mercados prevista para a segunda metade de 2020, é de esperar que o Porsche 911 mantenha a trajetória ascendente e termine o ano em alta, num ano muito complicado para todos.

Sabes responder a esta?
O Porsche C88 foi desenvolvido em específico para um mercado. Qual foi?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

C88. Fica a conhecer o “Dacia Logan” da Porsche para a China

Mais artigos em Notícias