Descoberta

Vários Fiat e esta Alfa Romeo fechados há quase 30 anos num armazém

Num dos armazéns da antiga distribuidora Fiat na Argentina, a Ganza Sevel, qual cápsula do tempo, descobriu-se um tesouro automóvel de tempos idos.

Na Argentina, em Avellaneda, na província de Buenos Aires, descobriu-se no interior de um armazém que pertencia à Ganza Sevel (um dos mais importantes distribuidores da Fiat no país até ao início da década de 90), um verdadeiro tesouro automóvel, ainda que cheio de modelos… modestos.

Durante quase 30 anos, vários Fiat (e não só) ficaram presos neste armazém desde novos, ou seja, nunca chegaram a ser vendidos.

Este armazém acaba por ser uma verdadeira cápsula do tempo. É como se estivéssemos a ver um catálogo da Fiat do início dos anos 90: desde o Fiat Uno ao Tempra, passando pelo Tipo (o original). É possível ver também um Fiat Duna, um sedã com base Uno, vendido na América do Sul.

VÊ TAMBÉM: Cápsula do tempo. Honda NSX de 1994 com apenas 300 km à venda
Fiat Tipo
Todos os carros, como este par de Fiat Tipo, estavam parados há quase 30 anos, e o lixo não parou de acumular

Mas não são só Fiat. Talvez o achado mais interessante neste armazém seja mesmo uma não muito comum, mas muito interessante, Alfa Romeo 33 Sport Wagon. Além da carrinha italiana, também podemos ver um até um Peugeot 405!

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Axel By Kaskote👑 (@kaskotecalcos) on

Já não é a primeira vez que nos deparamos com uma cápsula do tempo em forma de stand automóvel — lembram-se do stand abandonado da Subaru na ilha de Malta? O que nos leva a perguntar:

Afinal, o que se passou?

Do que nos foi possível perceber e apesar da relevância da Ganza Sevel na altura, uma empresa já com uma dimensão considerável, esta cessou atividade no início dos anos 90 de forma algo inesperada. Sem certezas e de acordo com a publicação brasileira Quatro Rodas, a empresa era gerida por pai e filho, mas o falecimento dos dois, num curto espaço de tempo, sem ninguém mais na família a querer continuar o negócio, acabou por motivar o seu encerramento.

Pelo que se percebe, parte do stock da Ganza Sevel acabou por permanecer no interior deste armazém até aos nossos dias. Quando um dos herdeiros da propriedade decidiu-a vender, “descobriu” todos estes modelos no interior de um dos armazéns.

A ideia dele era a de apenas vender a propriedade livrando-se dos carros (não da melhor forma), mas felizmente a Kaskote Calcos, comerciante de automóveis usados sediada em Buenos Aires, veio em auxílio dos automóveis abandonados.

Ao contrário do stand da Subaru, ou até do BMW Série 7 preservado numa bolha que vos trouxemos recentemente, estes exemplares pertença da Ganza Sevel, infelizmente, não ficaram tão bem “armazenados” — certamente não estava planeado ficarem quase 30 anos fechados no interior de um armazém.

Fiat Uno
O Fiat Uno 70, após uma bem merecida lavagem. Ainda é possível ver o autocolante da Ganza Sevel no óculo traseiro.
VÊ TAMBÉM: Apenas em elétrico. O Novo 500 já pode ser pré-reservado

Recuperar e vender

No entanto, como podem verificar nas imagens inseridas nas publicações de Instagram da Kaskote Calcos, estão a recuperar todos os modelos para os colocar à venda.

Como exemplo, reparem como ficou este Fiat Tipo, com apenas 75 km no odómetro:

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Axel By Kaskote👑 (@kaskotecalcos) on

Parece novo! A mesma coisa para o Fiat Uno e o Fiat Tempra que, apesar de aparentarem ter a carroçaria num estado lastimoso, parece que bastou uma limpeza mais aprofundada para recuperar o “brilho” original — os interiores, por outro lado, estão imaculados, com alguns dos carros a estarem revestidos no interior ainda com os plásticos protetores:

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Axel By Kaskote👑 (@kaskotecalcos) on

A Kaskote Calcos só colocará cada um destes carros à venda após a recuperação mecânica e limpeza de cada um deles. Ainda de acordo com eles, todos os veículos retirados daquele armazém, uma verdadeira cápsula do tempo, têm menos de 100 km no odómetro.

Os americanos referem-se a este tipo de descobertas como “barn find” (descoberta no celeiro) e, regra geral, quando lemos sobre elas referem-se a outro tipo de modelos, por vezes realeza automóvel — desportivos, exóticos ou carros de luxo. Aqui estamos a falar de muito mais modestos Fiat Uno e Tipo, mas apesar disso, não deixa de ser uma descoberta valiosa sobre rodas.

Fiat Uno
Os interiores, encerrados durante quase 30 anos, parecem estar em muito bom estado de conservação, como dá para ver neste Uno.

Aquela Alfa Romeo 33 Sport Wagon captou a nossa atenção…

Fonte: Quatro Rodas.

Imagens: Kaskote Calcos.


A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Sabes responder a esta?
O primeiro elétrico alguma vez apresentado pela Opel era baseado num...
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Do Kadett ao Corsa-e. A história da eletrificação na Opel

Mais artigos em Notícias