Entrevista

À conversa com Yasunori Suezawa e Keisuke Morisaki. Os responsáveis pelo novo Toyota Yaris Cross

Sem sair de Portugal, fomos até ao Japão para entrevistar dois dos responsáveis pelo desenvolvimento do novo Toyota Yaris Cross, o mais pequeno SUV da marca nipónica.

Ontem foi apresentado o novo Toyota Yaris Cross, uma das grandes apostas da marca japonesa para o próximo ano na Europa — como sabes, vamos ter de esperar pelo verão de 2021 para ver este modelo nas estradas.

E para perceber o que podemos esperar deste inédito Toyota Yaris Cross — e o porquê da espera ser tão grande — estivemos à conversa via Skype com dois dos responsáveis pelo desenvolvimento do modelo.

São eles Yasunori Suezawa, engenheiro-chefe do projeto Yaris Cross, e Keisuke Morisaki, um dos especialistas em sistemas híbridos Toyota.

VÊ TAMBÉM: Entrevistámos Bernhard Maier, o CEO da Skoda: “Haverá vida para lá do covid-19”

Toyota Yaris Cross. Porquê agora?

Tendo sido a Toyota a marca pioneira no lançamento do conceito SUV com sucesso comercial — falamos da primeira geração do Toyota RAV4 — questionámos Yasunori Suezawa porque motivo é que a Toyota demorou tanto tempo a chegar a este segmento (B-SUV), aquele que mais tem crescido na Europa.

Recordo que há cerca de 20 anos lançamos uma proposta similar neste segmento, o Toyota Urban Cruiser. De qualquer forma, só não lançámos um Cross Yaris mais cedo por falta de uma plataforma adequada. A prioridade foi essa. Desenvolver uma plataforma adequada, a TNGA GA-B, de seguida lançar a nova geração do Yaris e, a partir daí, dar início à diversificação da gama com este novo Yaris Cross.

Yasunori Suezawa, engenheiro-chefe da Toyota

Um japonês com personalidade europeia

O esquecimento e insucesso a que foi votado o Toyota Urban Cruiser, é algo que a Toyota não quer repetir com o Yaris Cross. É por isso que todo o seu desenvolvimento e produção, teve sempre em consideração o gosto dos consumidores europeus.

Todo o sistema híbrido de 4ª geração da Toyota teve em consideração o gosto e as preferências dos condutores europeus. Condutores que tradicionalmente esperam dos seus automóveis uma postura mais dinâmica. Foi por isso que afinámos o nosso sistema híbrido e respetiva caixa de variação continua para atender às necessidades do mercado europeu.

Keisuke Morisaki, engenheiro especialista em sistemas híbridos da Toyota

Face ao Toyota Yaris convencional, o Toyota Yaris Cross recorre ao mesmo motor 1.5 atmosférico de ciclo Atkinson coadjuvado por um motor elétrico, para uma potência total combinada de 116 cv de potência.

Apesar da partilha integral de componentes mecânicos, Keisuke Morisaki revelou-nos que a Toyota optou por uma configuração eletrónica diferente do motor para corresponder às necessidades específicas de um SUV (maiores dimensões e mais peso), para que a experiência de condução e eficiência não fosse prejudicada.

Toyota Yaris Cross, GR Yaris e Yaris
A família Toyota Yaris. Um utilitário, um pocket rocket e agora um SUV.

As grandes diferenças face ao Yaris convencional (hatchback) acabam por surgir nas versões AWD-i (tração integral) do Yaris Cross.

Montámos nas versões Yaris Cross AWD-i um pequeno motor elétrico com 3,9 kW de potência e 51 Nm de binário máximo para auxiliar o nosso SUV em situações de aderência precária. A potência máxima não é significativa, nem necessitava de o ser. O que conta efetivamente é o binário adicional que este motor representa em situações de fraca aderência.

Keisuke Morisaki, engenheiro especialista em sistemas híbridos da Toyota

O novo Toyota Yaris Cross, como já noticiámos aqui, apenas chega a Portugal em 2021. Neste vídeo poderás encontrar tudo o que precisas saber sobre o novo B-SUV da Toyota:


A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Mais artigos em Notícias