Dicas

Isolamento social. Como preparar o teu carro para a quarentena

Com o isolamento social, também podemos ficar com o nosso carro em quarentena forçada. Fica a saber como o preparar para esta paragem forçada.

Numa fase em que, para o bem de todos, nos votamos a isolamento social evitando ao máximo, e sempre que possível, sair de casa, também podemos ficar com o  carro em quarentena forçada.

No entanto, só porque deixaste de usar o teu carro diariamente ou até porque simplesmente não o vais usar durante o período de vigência do estado de emergência, não penses que deixa de ser necessário ter alguns cuidados com o teu “amigo de quatro rodas”.

Se a utilização intensiva causa desgaste mecânico (e não só) aos automóveis, a sua paragem prolongada também lhes pode trazer alguns “problemas de saúde”.

VÊ TAMBÉM: 5 dicas para cuidares bem do teu turbo

Ora, para evitar que tenhamos de gastar dinheiro na oficina quando toda esta situação tiver sido ultrapassada e for altura de nos fazermos à estrada, hoje trazemos-te algumas dicas para o teu carro em quarentena. Queremos assegurar que a “hibernação” do teu carro corre “sobre rodas”.

1. Onde guardar o carro?

No que diz respeito ao local onde guardar o carro, há uma situação ideal e outra que, para muitos, é a possível. A ideal consiste em guardar o carro numa garagem, protegido dos “amigos do alheio”, da chuva, do sol e de quaisquer outros elementos que o possam danificar.

Lugar de estacionamento
Se tiveres oportunidade, o ideal é mesmo estacionares o teu carro numa garagem.

Caso tenhas esta possibilidade, o que te aconselhamos é que laves o teu carro antes de o guardares e, se possível, o protejas depois com uma capa — não é preciso exagerar e colocar o carro numa bolha de plástico como vimos no caso deste BMW Série 7…

No entanto, bem sei que nem todos temos garagem e por isso vou dar-te alguns conselhos caso o teu carro tenha de dormir na rua.

De preferência, por questões de segurança, tenta arranjar um lugar bem iluminado e se possível, que o consigas ver da janela de tua casa. Para além disto, não te esqueças das famosas palas para-sol. Podem não ser muito bonitas, mas cumprem bem a função de proteger o habitáculo dos raios UV.

VÊ TAMBÉM: Diesel. Como evitar problemas no filtro de partículas, EGR e AdBlue

2. Cuidado com a bateria

Para evitares comprar uma bateria ou andar a pedir que alguém te passe cabos para ligar o teu carro em quarentena após o fim deste período, o ideal talvez seja desligares a bateria caso este seja mais antigo.

Por norma trata-se de um processo fácil e rápido de executar (basta desligar o polo negativo) e pode poupar-te algumas dezenas de euros (e chatices) quando esta fase de isolamento social terminar. Caso tenhas o carro guardado numa garagem e possas ligar a bateria a um carregador escusas de a desligar.

Se tens um carro mais moderno, o ideal é que vás carregando a bateria em vez de a desligares. Nos modelos mais modernos quando a bateria está “morta” ou quase, têm tendência a acumular erros eletrónicos.

VÊ TAMBÉM: Bateria descarregada! E agora, o que fazer?

3. Atenção aos pneus

Antes de colocares o teu carro em quarentena, o ideal é verificares a pressão dos pneus e repô-la caso em falta, para evitares chegar ao fim desse período e encontrares quatro pneus em baixo.

Uma vez que vais ficar com o carro parado algum tempo, o melhor mesmo é que coloques até um pouco mais de pressão do que a recomendada pela marca. Desta forma podes precaver quaisquer perdas de pressão que possam ocorrer.

pressão dos pneus © Nuno Antunes / Razão Automóvel
VÊ TAMBÉM: Pneus novos à frente ou atrás? Chega de dúvidas

4. Não uses o travão de mão

Pode parecer estranho, mas se vais deixar o carro em quarentena, que se pode prolongar por várias semanas, o ideal é que não o traves com recurso ao travão de mão — sabemos não será possível de o fazer em todos os casos, como é óbvio… É que o longo período de imobilização pode levar a que os calços empenem ou acumulem ferrugem (caso o local onde tens o carro seja húmido) e acabem colados aos tambores ou discos.

Para evitar que o teu carro em quarentena se mova, engrena a marcha atrás (ou coloca a caixa na posição “P” no caso das caixas automáticas) e coloca calços atrás das rodas.

travão de mão
VÊ TAMBÉM: Os filtros de partículas chegam aos… travões

5. Atesta o depósito

Por fim, o último conselho para o teu carro em quarentena é, provavelmente, aquele que vais achar mais estranho. Afinal de contas, porque razão haverias de atestar o depósito se nem sequer vais andar com o carro?

Gasolina

A razão é simples: para evitar a formação de humidade no interior do depósito de combustível e, por conseguinte, a formação de ferrugem.

Se és um dos que está em casa e também, por consequência, também ficaste com o “carro em quarentena”, esperamos que todos estes conselhos te ajudem a mantê-lo em boa forma durante este período e que possamos cruzar-nos contigo na estrada daqui por uns meses.

VÊ TAMBÉM: A FCA juntou-se à Eni para criar…um novo combustível

A equipa da Razão Automóvel continuará online, 24 horas por dia, durante o surto de COVID-19. Segue as recomendações da Direção-Geral de Saúde, evita deslocações desnecessárias. Juntos vamos conseguir ultrapassar esta fase difícil.

Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro modelo a recorrer a um motor Diesel de injeção direta?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Mais artigos em Autopédia