Apresentação

Nova Volkswagen Caddy. O Golf das carrinhas comerciais?

Ao herdar a mesma plataforma e tecnologias do Golf, será a nova Volkswagen Caddy o Golf das carrinhas comerciais? Fica a conhecê-la.

Depois de vários teaser, a quinta geração da Volkswagen Caddy viu, finalmente, a luz do dia. Desenvolvida com base na plataforma MQB (até agora recorria à base do Golf Mk5), esteticamente, a Caddy seguiu a receita tradicionalmente aplicada pela Volkswagen: evolução na continuidade.

A dianteira apresenta-se mais agressiva e na traseira surgem farolins verticais, mas no geral facilmente encontramos semelhanças entre a nova geração e a anterior. Já a adoção da moderna plataforma MQB permitiu à Caddy crescer 93 mm em comprimento e 62 mm em largura face ao antecessor.

Quanto ao interior, o visual segue a filosofia adotada pelo novo Golf. A arquitetura é idêntica, há (muito) poucos botões e por lá encontramos não só o “Digital Cockpit”, como um novo sistema de infotainment que até permite emparelhar o sistema Apple CarPlay sem fios!

VÊ TAMBÉM: Volkswagen Autoeuropa. “Somos servidos por estradas que ameaçam pessoas e bens”
Volkswagen Caddy

Comercial mas tecnológica

Não te deixes enganar pelo facto de a Volkswagen Caddy ser “um carro de trabalho”. Graças ao facto de usar a plataforma MQB, a Caddy passou a contar com uma série de sistemas e equipamentos de segurança e ajuda à condução.

Assim sendo, a Caddy vai contar com sistemas como o “Travel Assist” (que inclui o cruise control adaptativo com função Stop & Go, assistente de manutenção na faixa de rodagem entre outros equipamentos); “Parking Assistant”; “Emergency Assist”; “Trailer Assist”; “Lane Change Assistant” entre outros.

Como é habitual entre os veículos comerciais, a Caddy vai estar disponível em versões de passageiros e de carga e com diferentes dimensões.

TESTE: Familiar, desportiva e “poupadinha”? Testámos a híbrida (plug-in) Volkswagen Passat Variant GTE

Os motores da Volkswagen Caddy

Por fim, no que diz respeito às motorizações, a Volkswagen Caddy manteve-se mais conservadora, não adotando, pelo menos para já, qualquer tipo de eletrificação.

Assim, debaixo do capot da carrinha comercial da Volkswagen vamos poder encontrar motores a gasolina, a GNC e, claro está, a gasóleo. A oferta a gasolina assenta no 1.5 TSI na variante de 116 cv e a oferta a GNC assenta no 1.5 TGI com 130 cv.

VÊ TAMBÉM: Elétricos. CEO da Volkswagen em “corrida aberta” contra a Tesla

Já entre os Diesel, a oferta vai-se basear no 2.0 TDI em três níveis de potência: 75 cv, 102 cv e 122 cv. De série, a versão de com 102 cv vai contar com tração dianteira e caixa manual de seis velocidades. A variante com 122 cv vai poder contar, em opção, com uma caixa automática DSG de sete velocidades e o sistema de tração 4Motion.

Para já ainda não se sabe quando é que a nova Volkswagen Caddy estará disponível em Portugal nem quanto irá custar.

Sabes responder a esta?
Em que ano é que o Volkswagen Eos deixou de ser produzido?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lembras-te quando as capotas metálicas eram a “última bolacha do pacote”?

Mais artigos em Notícias