Salão de Genebra 2020

Pagani Imola. A surpresa “hardcore” da Pagani para Genebra

Com produção limitada a apenas cinco unidades, o Pagani Imola é a mais recente criação da marca italiana. A estreia está marcada para Genebra.

Depois de há uns meses ter dado a conhecer o Huayra Roadster BC, a marca de Horacio Pagani levanta agora o pano sobre a sua mais recente criação: o Pagani Imola.

Com estreia marcada para o Salão de Genebra, o Pagani Imola foi desenvolvido no histórico circuito que lhe dá o nome, tendo por lá acumulado um total de 16 mil quilómetros ao longo de todo esse processo.

Acerca deste facto, a Pagani afirma que o Imola foi submetido ao “mais severo teste de validação em pista já aplicado a um carro da Pagani”.

VÊ TAMBÉM: Ferruccio vs Enzo: as origens da Lamborghini
Pagani Imola

Baseado no Huayra

Desenvolvido com base no Huayra, o Pagani Imola foi sujeito a uma “cura de emagrecimento”. O resultado final foi uma massa de apenas 1246 kg, cortesia do extensivo uso de fibra de carbono e titânio na produção da monocoque central e do novo sistema de pintura Aquarello Light que, segundo a Pagani, permitiu poupar 5 kg.

A impulsionar o Pagani Imola encontramos o mesmo V12 com 6.0 l biturbo de origem AMG usado pelo Huayra. No entanto, no Imola este debita um pouco mais de potência, 827 cv e 1100 Nm de binário para sermos exatos.

Esta continua a ser enviada somente às rodas traseiras, sendo esse trabalho assegurado por uma caixa semiautomática de sete velocidades Xtrac que, graças ao sistema Smart Gas, viu o tempo entre reduções diminuir.

VÊ TAMBÉM: O que liga o Pagani Zonda ao Lancia Y?
Pagani Imola

Apesar de ter revelado a potência do Imola, a Pagani continua sem divulgar quaisquer dados relativos às prestações (presumimos que muito elevadas) do seu novo modelo.

Já esgotou

Apesar de não conseguir disfarçar as semelhanças com o Huayra — da dianteira, à silhueta, até às quatro saídas de escape — o Pagani Imola distingue-se do modelo que lhe serve de base através de pormenores como a entrada de ar no tejadilho, a asa traseira de grandes dimensões ou o difusor.

VÊ TAMBÉM: Todos os números do novo SF90 Stradale, o mais potente Ferrari de sempre

Apesar de o Pagani Imola ter sido anunciado com um preço de cinco milhões de euros (aos quais ainda se tem de acrescentar o valor dos impostos) e de ter a sua produção limitada a apenas cinco unidades, de acordo com a marca italiana, todos os exemplares do seu novo modelo já foram alocados.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Lamborghini Huracán EVO RWD?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lamborghini Huracán EVO RWD. Menos duas rodas motrizes, mais emoção?

Mais artigos em Notícias