Mercado

Renault, Peugeot e Mercedes foram as marcas mais vendidas em Portugal em 2019

As vendas de automóveis em Portugal revelaram uma quebra de 2,0% em 2019. Não foi impedimento para algumas marcas terem feito brilharetes na tabela de vendas.

Novo ano, altura de “fechar as contas” em relação às vendas de automóveis em Portugal em 2019. Apesar de as vendas totais no mercado — ligeiros e pesados de passageiros e mercadorias — terem registado um aumento de 9,8% no mês de dezembro, no acumulado (janeiro-dezembro), registou-se uma descida de 2,0% relativamente a 2018.

Os dados avançados pela ACAP – Associação Automóvel de Portugal, quando separados pelas quatro categorias, revela descidas de 2,0% e 2,1% entre os ligeiros de passageiros e ligeiros de mercadorias, respetivamente; e uma descida de 3,1% e uma subida de 17,8% entre os pesados de mercadorias e de passageiros, respetivamente.

No total foram comercializados 223 799 ligeiros de passageiros, 38 454 ligeiros de mercadorias, 4974 pesados de mercadorias e 601 pesados de passageiros durante o ano de 2019.

VÊ TAMBÉM: Soma e segue. A SEAT alcançou um novo recorde de vendas
Peugeot 208 © Thom V. Esveld / Razão Automóvel

As marcas mais vendidas

Focando nas vendas de automóveis em Portugal no que toca a ligeiros de passageiros, o pódio das marcas mais vendidas é formado pela Renault, Peugeot e Mercedes-Benz. A Renault vendeu 29 014 unidades, uma descida de 7,1% relativamente a 2018; a Peugeot viu as suas vendas subir para as 23 668 unidades (+3,0%), enquanto a Mercedes-Benz subiu ligeiramente para as 16 561 unidades (+0,6%).

Se adicionarmos as vendas de comerciais ligeiros, é a Citroën que assume o estatuto de 3ª marca mais vendida em Portugal, com os dois cenários a replicarem exatamente o que aconteceu em 2018, no que toca aos líderes do mercado.

Mercedes CLA Coupé 2019

As 10 marcas mais vendidas em ligeiras ficam assim ordenadas: Renault, Peugeot, Mercedes-Benz, Fiat, Citroën, BMW, SEAT, Volkswagen, Nissan e Opel.

VÊ TAMBÉM: Alemanha. Vendas Diesel crescem mais rápido que o mercado

Vencedores e vencidos

Entre as subidas de 2019 destaque para a Hyundai, com uma subida de 33,4% (6144 unidades e 14ª marca mais vendida). Smart, Mazda, Jeep e SEAT registaram igualmente subidas expressivas, na casa dos dois dígitos: 27%, 24,3%, 24,2% e 17,6%, respetivamente.

Hyundai i30 N Line © Raul Mártires / Razão Automóvel

Menção ainda para a subida explosiva (e ainda não fechada) da Porsche que conta com 749 unidades registadas, o que corresponde a um aumento de 188% (!) — o número de unidades absoluto não parece muito, mas mesmo assim vendeu mais em 2019 do que a DS, Alfa Romeo e Land Rover, por exemplo.

Uma outra menção à Tesla que, apesar de os números publicados não serem ainda os definitivos, registou aproximadamente 2000 unidades vendidas no nosso país.

Em trajetória descendente nas vendas de automóveis em Portugal, foram muitas as marcas neste grupo — o mercado fechou negativo, como já referimos —, mas algumas caíram mais que outras.

Alfa Romeo Giulia © Raul Mártires / Razão Automóvel

Destaque, não pelos melhores motivos, para a Alfa Romeo, que viu as suas vendas serem cortadas pela metade (49,9%). Infelizmente não foi a única a cair de forma expressiva em 2019: Nissan (-32,1%), Land Rover (-24,4%), Honda (-24,2%), Audi (-23,8%), Opel (-19,6%), Volkswagen (-16,4%), DS (-15,8%) e Mini (-14,3%) também viram a trajetória das vendas seguir na direção errada.

Sabes responder a esta?
A Mercedes-Benz vai lançar um Classe S elétrico. Qual o seu nome?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Já conduzimos o Mercedes-Benz EQS, o Classe S dos elétricos

Mais artigos em Notícias