Arranque a Frio

Os Nissan IDx (2013) nunca chegaram à linha de produção. Porquê?

O evocativo e fantástico par de concepts Nissan IDx, nas versões Nismo e Freeflow, tinham tudo para chegar à linha de produção, ou talvez não…

Foi em 2013 que foram revelados os Nissan IDx Nismo e Nissan IDx Freeflow, uma reinterpretação apelativa do Datsun 510 e as suas linhas não deixaram ninguém indiferente. A resposta foi unânime: por favor, Nissan, lança os IDx!

No entanto, este rival de tração traseira para o Toyota GT86 e Subaru BRZ nunca passaria da fase de protótipo. Afinal o que se passou?

Recentemente, um engenheiro da Nissan avançou com três razões para tal não ter acontecido, via uma publicação no Reddit.

Primeiro, não havia mercado para o Nissan IDx; segundo, não havia sítio para produzi-lo; e terceiro, a margem de lucro seria baixa ou praticamente inexistente.

Sintetizando, para o preço-alvo baixo previsto o mercado estava saturado de oferta (independentemente do tipo de carro), o que reduz ainda mais o apelo de um carro de nicho como o Nissan IDx — basta ver a carreira do GT86, por exemplo —; e para produzi-lo seria necessário um investimento massivo na fábrica de Tochigi (onde se faz o 370Z e GT-R), o que prejudicaria toda a rentabilidade do projeto.

Simplesmente, as contas não bateram certo e o Nissan IDx passou a ser mais um confinado ao grupo dos “e se…”

VÊ TAMBÉM: O elétrico Ariya é o destaque da ofensiva SUV da Nissan

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 8h30 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Mais artigos em Notícias