Antevisão

Nova ofensiva da Maserati traz novos modelos e eletrificação

A nova ofensiva da Maserati promete modelos elétricos, híbridos e até um novo SUV. Resta agora saber se vai mesmo ver a luz do dia.

Aproveitando o forte investimento que a FCA está a fazer em Itália, a Maserati deu a conhecer um (muito) extenso plano que envolve o lançamento de novos modelos e uma forte aposta na eletrificação da sua gama que, segundo a marca, continuará a ser produzida em solo transalpino.

No fundo, esta ofensiva da Maserati vem praticamente confirmar (quase ponto por ponto) aquilo que já te tínhamos anunciado há uns meses, quando após a apresentação dos resultados financeiros do segundo trimestre (e primeiro semestre) da FCA (Fiat Chrysler Automobiles) te demos a conhecer os planos para o futuro próximo da Maserati.

O que aí vem?

O primeiro modelo desta nova ofensiva da Maserati será o renovado Ghibli. Com apresentação marcada para o próximo ano, o concorrente da Maserati de modelos como o BMW Série 5 ou o Audi A6 vai ser o primeiro modelo híbrido da marca italiana.

Para já não se sabe se vai ser um híbrido convencional ou plug-in, mas a Maserati já revelou que o renovado Ghibli vai receber tecnologia que permite condução autónoma de nível 2, sendo que a marca pretende que num futuro próximo este venha a dispor de condução autónoma de nível 3.

VÊ TAMBÉM: A FCA juntou-se à Eni para criar…um novo combustível
Maserati Ghibli
Lançado em 2013, o Maserati Ghilbi vai-se renovar e eletrificar.

A seguir a este surgirá o primeiro modelo 100% novo da Maserati em muitos anos. Descrito pela Maserati como um modelo “recheado de tecnologia e remanescente dos valores tradicionais da Maserati”, este desportivo (cujo nome pode vir a ser Alfieri) vai recorrer a uma motorização elétrica e será produzido em Modena, obrigando a uma renovação da linha de produção.

VÊ TAMBÉM: Lotus Evija. O carro mais potente do mundo e… o mais pesado Lotus de sempre
Maserati Alfieri
Revelado em 2014 sob a forma de um protótipo, o Alfieri pode finalmente a tornar-se num modelo de produção.

Já previsto para 2021 está um novo SUV que deverá posicionar-se abaixo do Levante, um modelo que, segundo a Maserati, irá “desempenhar um papel de liderança para a marca, graças às suas tecnologias inovadoras”. A produção deste novo SUV vai implicar um investimento de 800 milhões de euros na fábrica de Cassino.

Também o GranTurismo e GranCabrio viram confirmada a chegada de uma nova geração, com a Maserati a afirmar que estes “anunciarão a era da eletrificação completa para a Maserati”, levando-nos a crer que serão 100% elétricos.

VÊ TAMBÉM: Já conheces o novo recorde do Ford Mustang?

Levante e Quattroporte ausentes do novo plano

De fora da ofensiva da Maserati agora anunciada ficaram as novas gerações do Quattroporte e do Levante que haviam sido previstas no último calendário de novidades revelado pela Maserati há cerca de… dois meses!

VÊ TAMBÉM: FIAT 500 X Sport. Agora em modo “desportivo”

Tal como se tornou habitual sempre que surgem planos para o futuro da Maserati só resta uma questão: será que este vai ser cumprido? É que a experiência recente aponta mais para a hipótese contrária…

Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro modelo a recorrer a um motor Diesel de injeção direta?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos