Evento

Conhece os 5 clássicos que a Volkswagen vai levar ao rali Sachsen Classic 2019

Passat, Scirocco, Karmann Ghia Type 14, SP 2 e Karmann Ghia TC 145. Estes são os Volkswagen que vão participar no rali Sachsen Classic 2019.

Entre os dias 22 e 24 de agosto, o rali Sachsen Classic volta a ligar as cidades de Dresden e Leipzig num percurso com cerca de 580 quilómetros e na lista de inscritos destacam-se cinco Volkswagen muito especiais: um Passat, um Scirocco, um Karmann Ghia Type 14 e dois modelos Made in Brasil, os SP 2 e Karmann Ghia TC 145.

Inscritos pela marca de Wolfsburgo, os cinco clássicos da Volkswagen inserem-se numa lista que conta com cerca de 200 carros. Ainda acerca dos participantes, apenas são aceites modelos com valor histórico e cultural construídos antes de 1976 e “Youngtimers” selecionados produzidos até 1999.

Ora, entre esses “Youngtimers” selecionados estão dois dos modelos levados pela Volkswagen. Um é um Scirocco SL de 1981 pertencente a uma série especial com jantes em alumínio e spoiler dianteiro. O outro é um Passat B2 CL Formula E de 1983 e que tem como principal chamariz o facto de já contar com um sistema de start & stop.

VÊ TAMBÉM: Já conduzimos o tecnologicamente renovado Volkswagen Passat

Os “brasileiros” e o alemão

Para além dos dois “Youngtimers”, a Volkswagen vai levar ao Sachsen Classic 2019 mais três modelos. Um deles é um Karmann Ghia Type 14 Coupé de 1974 que se apresenta no rali de regularidade pintado na rara cor “Saturn Yellow Metallic”.

Volkswagen Karmann Ghia Type 14 Coupé
O principal chamariz do Karmann Ghia Type 14 Coupé que a Volkswagen vai levar ao rali é a sua cor.

Mas se a cor do Karmann Ghia Type 14 Coupé é rara, os dois “brasileiros” que o acompanham são ainda mais raros. Ambos produzidos e vendidos exclusivamente no Brasil, os dois modelos são autênticas raridades nas estradas europeias.

VÊ TAMBÉM: Renovado Volkswagen Passat GTE já tem preços para Portugal

O mais antigo é o Karmann Ghia TC 145, um coupé… hatchback com a configuração 2+2 produzido em 1970. A acompanhá-lo tem o seu sucessor, o Volkswagen SP 2, um desportivo do qual foram produzidas 11 mil unidades entre 1973 e 1976 (o exemplar inscrito é de 1974) e que recorria a um 1.7 l boxer com apenas 75 cv.

Sabes responder a esta?
Qual é a capacidade mínima da bagageira do Volkswagen T-Cross?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Testámos o Volkswagen T-Cross 1.0 TSI Life: vale a pena poupar?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos