Apresentação

O que acontece quando misturamos um Twizy e uma 4L? Nasce uma 4L e-Plein Air

A Renault 4L e-Plein Air foi a forma encontrada pela Renault para comemorar os 10 anos do encontro internacional dedicado ao seu icónico modelo.

Criada com o intuito de comemorar os 10 anos do encontro internacional de 4L, a Renault 4L e-Plein Air é a reinterpretação moderna de uma das versões mais raras do popular modelo da Renault (a 4L Plein Air dos anos 60), sendo o resultado do trabalho conjunto da Renault Classic, Renault Design e da Melun Rétro Passion.

Face à versão original à qual foi “beber” inspiração, a 4L e-Plein Air trocou o motor de combustão por um motor elétrico, seguindo as pisadas do seu eterno concorrente, o Mehari, que na sua reencarnação mais recente surgiu como e-Mehari. No entanto, ao contrário da Citroën, a Renault não pretende avançar para a produção em série, tratando-se este exemplar de um modelo one-off.

Esteticamente, a 4L e-Plein Air é (quase) igual à original mantendo, para além das formas gerais, os pára-choques e os faróis. Ainda assim, destacam-se a adoção de uma grelha dianteira totalmente fechada e o desaparecimento dos bancos traseiros (provavelmente para acomodar as baterias).

VÊ TAMBÉM: Estes são os carros de verão ideais para as idas à praia
Renault 4L e-Plein Air
A versão original e a versão eletrificada da 4L mais amiga das idas à praia.

Grupo propulsor herdado do Twizy

Apesar de a Renault não ter divulgado muitas informações acerca da 4L e-Plein Air, sabe-se que o protótipo recorre ao grupo propulsor do pequeno Renault Twizy. Assim, sabemos que conta com uma bateria de 6,1 kWh de capacidade restando apenas saber se recorre ao motor elétrico do Twizy 45 ou do Twizy 80.

Renault 4L e-Plein Air
No lugar onde costumavam estar os bancos traseiros surge uma espécie de “caixa”, supostamente para acomodar as baterias, por cima desta está… um cesto de piquenique.
VÊ TAMBÉM: Fiat 500 Spiaggina, o derradeiro carro do verão

Se recorre ao motor do primeiro, a potência resume-se a uns parcos 5 cv com o binário a não ir além de 33 Nm. Já se utilizar o motor do Twizy 80 (a hipótese mais provável), a potência sobe para os 17 cv enquanto o binário se fixa nos 57 Nm. Como seria de esperar, não há dados relativos nem à autonomia nem às prestações da 4L e-Plein Air.

Sabes responder a esta?
Qual foi a melhor classificação obtida por uma Renault 4L no Dakar?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

12 carros que ninguém esperava ver no Rali Dakar

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos