10 dicas de Segurança Rodoviária para viagens mais seguras

Com as férias aí à porta, muitos se fazem à estrada. Para que tudo corra " sobre rodas", deixamos-te algumas dicas de segurança rodoviária.

Verão. Sinónimo de calor, férias, descanso e, para muitos, de longas horas passadas ao volante. Para que destas longas viagens apenas guardes boas memórias, decidimos criar uma lista com algumas dicas de prevenção e segurança rodoviária.

Em primeiro lugar, deixa-nos explicar-te o que é a prevenção rodoviária. Presente nas nossas vidas desde tenra idade, a prevenção rodoviária tem como missão não só prevenir os acidentes rodoviários, mas também reduzir as suas consequências.

Para tal, esta conta não só com várias normas (algumas delas inscritas no Código da Estrada) como com a educação rodoviária, que tem como principal objetivo mudar hábitos e comportamentos na estrada e transformar hábitos sociais, tudo isto para garantir a diminuição da sinistralidade.

Agora que já sabes o que é a prevenção rodoviária, deixamos-te então as nossas dicas de segurança na estrada para que qualquer viagem que decidas fazer corra “às mil maravilhas”.

Antes da viagem

Antes de te fazeres à estrada há algumas coisas que deves verificar. Para começar, confirma se toda a carga que transportas está bem acondicionada e distribuída.

Segurança Rodoviária
Antes de te fazeres à estrada, convém teres a certeza de que a carga que transportas está bem acondicionada.

Em seguida, verifica se o teu automóvel reúne todas as condições de segurança. Para o fazer deves ver o estado dos pneus, travões, direção, suspensão, luzes e ainda confirmar se os teus limpa para-brisas funcionam.

Caso não queiras (ou saibas) fazer isto sozinho, podes sempre optar por fazer uma inspeção facultativa num centro de inspeções.

O cinto de segurança não é facultativo

Muitas vezes subestimado ou até mesmo esquecido, muito antes do surgimento dos airbag já o cinto de segurança andava a salvar vidas. Como bem sabes o seu uso é obrigatório, não só nos bancos dianteiros como nos traseiros, sendo que não há desculpas para não o usares.

Segurança Rodoviária
Cinto de segurança

Com créditos firmados na hora de evitar que um simples acidente se transforme numa catástrofe, aquela pequena tira de tecido (normalmente) preta tem sido responsável por muitos salvamentos. Por isso, depois de teres confirmado que o teu carro está em condições e a carga bem acondicionada, assegura-te de que todos os ocupantes usam o cinto de segurança.

Transporte de crianças

Se vais viajar com crianças, também temos algumas dicas para ti. Como já deves saber, as crianças devem ser transportadas numa cadeira própria (que, consoante a idade poderá ser uma cadeira auto, cadeira de bebé ou o assento elevatório).

Segurança Rodoviária
Transporte de crianças

É também importante que faças pausas regulares: de duas em duas horas faz uma pausa de 15 a 30 min, as crianças agradecem e torna a viagem mais agradável. Outra coisa que podes fazer para garantir uma viagem mais descansada, é levares contigo os seus brinquedos favoritos e ires fazendo alguns jogos didácticos ao longo da viagem.

Transporte de animais de estimação

Levar o teu melhor amigo numa viagem também exige algumas atenções especiais. Primeiro, não o podes deixar viajar "à solta".

Tal como quando viajas com crianças, levar o teu melhor amigo numa viagem também exige algumas atenções especiais. Primeiro, não o podes deixar viajar “à solta”.

Assim, dependendo do tamanho do teu animal de estimação podes optar por três soluções: utilizar uma caixa transportadora, cinto de segurança para cães, rede, grelha divisória ou grade para cães.

Segurança Rodoviária
Transporte de animais

Convém ainda ires fazendo algumas pausas para que estes se possam hidratar e andar um pouco. Ahh, e atenção, evita que o teu cão viaje com a cabeça de fora da janela. É que além de ser perigoso, está provado que esse comportamento acaba por causar otites aos nossos amigos de quatro patas.

Faz pausas

Até agora temos-te falado acerca de fazeres pausas caso viajes com animais ou crianças, mas a verdade é que, mesmo que vás sozinho, é aconselhável que vás parando de vez em quando para descansar, sendo que o mais indicado é que essas pausas sejam feitas a cada duas horas de viajem.

Alpine A110 © Filipe Abreu / Razão Automóvel

Condução defensiva

Muitas vezes apontada como uma das melhores formas de aumentar a segurança rodoviária, a condução defensiva mais não é que conduzir de forma a prevenir ou evitar qualquer acidente, sejam quais forem as condições meteorológicas, de circulação, do veículo ou o comportamento de outros condutores ou peões.

Honda CR-V

A condução defensiva assenta na previsão, antecipação (a capacidade de agir antes de surgir uma situação de risco), sinalização (é sempre importante assinalar para onde queremos ir e sinalizar todas as manobras) e ainda no estabelecimento do contacto visual (que permite comunicar com os outros utentes da estrada).

Distância de segurança

Para rapidamente calculares a distância de segurança podes selecionar um ponto de referência na estrada onde irá passar o veículo à tua frente e quando este lá passar contas 2 segundos, apenas depois dessa contagem o teu carro deverá passar no ponto de referência.

Consistindo na distância que te permite reagir e imobilizar o teu carro em segurança de forma a evitar uma colisão (ou outro acidente) caso algo inesperado aconteça, a distância de segurança é crucial para aumentar a segurança rodoviária e evitar acidentes, sendo um exemplo de uma prática da condução defensiva.

Distância de segurança

Distância de travagem

A dica que aqui te damos é: perante a descrição daquilo que é a distância de travagem, tenta sempre manter uma distância de segurança considerável face ao veículo da frente para que caso tenhas de travar, o possas fazer em segurança.

Caso te estejas a questionar acerca do porquê de a distância de segurança ser importante, a resposta é a distância de travagem. Influenciada por fatores como a velocidade, o atrito, a massa, o declive da via e a eficiência do sistema de travagem, esta consiste na distância percorrida desde que é acionado o pedal do travão até ao instante em que o veículo se imobiliza.

Manutenção

Como é óbvio, a manutenção correta do teu automóvel é, por si só, uma boa forma de assegurares uma maior segurança rodoviária.

Por isso, evita “saltar” revisões, assegura-te que todas as peças são trocadas a tempo e horas e não te esqueças de estar atento a quaisquer sinais que o teu carro te possa dar de que precisa de fazer uma visita à oficina.

Segurança Rodoviária
Mudança de óleo

Podes ainda ir verificando os níveis de óleo e líquido de refrigeração, o estado dos pneus (e a sua pressão) e ainda o bom funcionamento das luzes do teu automóvel.

O que não fazer

Agora que já te demos várias dicas de forma a assegurares a segurança rodoviária, chegou a hora de te dizer aquilo que não deves fazer. Para começar, tenta cumprir os limites de velocidade, evita fazer ultrapassagens perigosas (em caso de dúvida, mais vale esperar), evita manobras perigosas e adequa a tua condução às condições da via.

Para além disso, e como já deves saber, não deves ingerir bebidas alcoólicas nem usar o telemóvel. Caso circules em auto-estrada, por favor, não sejas um “aselha da faixa do meio” e circula sempre pela direita.

Este conteúdo é patrocinado porControlauto

Mais artigos em Branded Content

Os mais vistos