Leilão

Type 64. O primeiro a ostentar a marca Porsche vai a leilão

Nascido em 1939, o Porsche Type 64 foi o primeiro automóvel a ostentar o nome Porsche como marca própria. Agora, está à venda.

Quem diria que uma corrida entre Berlim e Roma para promover a rede de autoestradas, as autobahn, da Alemanha e celebrar o lançamento do “carro do povo”, o KdF-Wagen (o antepassado do Carocha ou Volkswagen Beetle), daria origem ao primeiro carro a ostentar a marca Porsche?

Encomendado pela Volkswagen (que era propriedade do Estado alemão) em 1939 a Ferdinand Porsche e à sua equipa de engenheiros, o Type 64 foi a antecâmara dos modelos Porsche e o primeiro modelo a ostentar o seu nome como marca, numa fase posterior da sua existência.

O objetivo era simples. Produzir três versões de competição do KdF-Wagen para que pudessem participar na prova de 1500 km que ligaria Berlim a Roma.

VÊ TAMBÉM: Porsche prepara-se para eletrificar os 718 Boxster e 718 Cayman

No entanto, a história tinha outros planos, já que 1939 foi o ano em que começou a Segunda Grande Guerra, o que levou ao cancelamento da prova e a que só tenha havido oportunidade de construir um exemplar do Type 64, que acabaria por se tornar propriedade do Estado.

Porsche Type 64 RM Sotheby's

A guerra começa mas o projeto continua

Apesar do começo da Segunda Guerra Mundial, Ferdinand Porsche não desistiu do projeto e acabou por construir outros dois exemplares para que estes funcionassem como protótipos para o seu futuro desportivo. O segundo carro ficou pronto em dezembro de 1939 e o terceiro foi terminado em junho de 1940. Curiosamente acabou por usar o chassis do primeiro Type 64 depois de este ter tido um acidente.

Porsche Type 64 RM Sotheby's
Não é difícil encontrar as semelhanças entre o interior do Type 64 e o do KdF-Wagen.

Apesar de partilhar com o KdF-Wagen a suspensão e a transmissão, o Type 64 era bem diferente deste. Para começar, o chassis e a carroçaria recorriam a tecnologias de construção usadas pelos aviões da Segunda Guerra Mundial.

Já o motor, apesar de ser o mesmo flat-four refrigerado a ar usado pelo “Carro do Povo”, quando colocado na traseira do primeiro Porsche, debitava 32 cv, em vez de 25 cv do KdF-Wagen.

VÊ TAMBÉM: Bugatti. Grelha em forma de ferradura afinal é um… ovo
Porsche Type 64 RM Sotheby's
O nome “Porsche” só passou a adornar a frente do Type 64 quando este foi legalizado na Áustria em 1946.

O Type 64 à venda

O exemplar agora colocado à venda corresponde ao terceiro e último a ser fabricado, tendo sido o único dos dois a sobreviver à Segunda Guerra Mundial. Mantido na família Porsche, foi bastante usado não só por Ferdinand como por Ferry, que colocaria o nome “Porsche” no capot quando registou o carro na Áustria em 1946.

VÊ TAMBÉM: Testámos o renovado Porsche Macan. O último com motor de combustão

Em 1947, o Type 64 seria restaurado em Turim por… “Pinin” Farina (o fundador da Pininfarina) e mais tarde nesse ano posou ainda ao lado do primeiro Type 356. Por essa altura, conheceria o seu segundo dono, Otto Mathé, que depois de o experimentar se apaixonou por ele e só descansou quando o comprou um ano depois, mantendo-o em sua posse até morrer, em 1995.

VÊ TAMBÉM: Porsche 911 Speedster. O adeus à geração 991
Porsche Type 64 RM Sotheby's
O flat-four era partilhado com o primeiro dos Volkswagen Beetle, mas recebeu uns “pozinhos” para que debitasse 32 cv.

RM Sotheby’sEm 1997 foi adquirido por Thomas Gruber que com ele participou em diversas provas de clássicos, inclusive o famoso Goodwood. Entretanto, foi vendido ao seu quarto dono há mais de dez anos, estando agora à venda, sem que se saiba ainda qual o valor pelo qual a RM Sotheby’s espera que venha a ser vendido.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Qual é a potência do Porsche Carrera GT?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Porsche Carrera GT: o último dos analógicos

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos