Desde 61 317 euros

Lexus ES. Testámos o sedan mais vendido da Lexus

O Lexus ES é o sedan mais vendido da marca. Chega agora a sua 7ª geração e pela primeira vez, será vendido na Europa. Já o testamos e contamos-te tudo.

Em Málaga, Espanha

Em 1989 quando a Lexus se apresentou ao mundo lançou dois modelos, o ES e o topo de gama LS, automóveis que continuam a fazer parte da oferta de modelos da marca japonesa.

Se até agora o Lexus ES foi construído a pensar num mercado onde não estavam clientes da Europa Ocidental e Central, nesta sétima geração — já foram vendidos mais de 2 282 000 desde o lançamento da primeira geração 1989 —, a marca diz que teve de ter em conta as exigências desses novos clientes, sem frustrar as expectativas de todos os outros. É uma tarefa complexa, mas um modelo global, assim o exige.

Em Málaga tive a oportunidade de testar em estradas sinuosas e autoestrada, pela primeira vez, um Lexus ES.

Na Europa só híbrido

A estreia do Lexus ES na Europa faz-se com o Lexus ES 300h, que conta com um novo motor e novo sistema self-charging Hybrid da Lexus. Os restantes mercados vão ter direito a outras  versões, equipadas apenas com motor térmico.

Sabias que?
O novo Toyota RAV4 Híbrido utiliza o mesmo motor do Lexus ES 300h, bem como o sistema híbrido de última geração.

O estilo que cativa o olhar foi possibilitado pelo uso da totalmente nova plataforma Arquitetura-Global K (GA-K) e terá um apelo especial para os clientes nesta região, juntamente com uma experiência de condução mais envolvente e provisões de segurança ainda maiores. Os mercados da Europa Ocidental e Central irão lançar o ES 300h impulsionado por um novo sistema Self-charging Hybrid. Noutros mercados globais, o ES estará também disponível com diferentes opções de motores a gasolina, como o ES 200, ES 250 e ES 350.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Razão Automóvel (@razaoautomovel) on

Lexus cresce na Europa

Os 75 000 carros vendidos na Europa em 2018, fizeram deste o quinto ano consecutivo de crescimento nesta região. Com a chegada do Lexus ES, a marca espera atingir até 2020, 100 000 vendas anuais de automóveis novos na Europa.

Entre os seus argumentos para conquistar este novo mercado está a segurança, ao já ter conquistado o título “Melhor da Classe” em 2018 nos testes Euro NCAP em duas categorias: Carro Familiar Grande, e Híbrido e Elétrico.

TESTE: Ao volante do novo Toyota RAV4, o SUV 100% híbrido

GA-K. A nova plataforma de Arquitetura Global da Lexus

O Lexus ES estreia a nova plataforma da marca, a GA-K. Em relação à anterior geração, o Lexus ES é mais longo (+ 65 mm), mais baixo (- 5 mm) e mais largo (+ 45 mm). O modelo tem ainda uma maior distância entre eixos (+ 50 mm), o que permitiu colocar as rodas na extremidade do carro, garantindo uma dinâmica mais apurada.

O ES sempre foi um elegante sedan de luxo. Nesta geração adicionámos elementos de design mais arrojados que desafiam as expetativas tradicionais dos seus clientes-alvo.

Yasuo Kajino, Designer-chefe do Lexus ES

Na dianteira temos uma grande grelha, algo que os novos modelos da Lexus já nos habituaram, com um estilo que varia consoante a versão escolhida.

E ao volante?

Ao volante o Lexus ES mostra que apesar de ser agora um tração dianteira, não perdeu em dinamismo. Nos dias que correm (e perdoem-me a posição em linha com as marcas que têm abdicado dos seus tração traseira), para a maior parte dos consumidores é indiferente se a tração é traseira ou dianteira neste tipo de automóveis.

Lexus ES 300h

Já o mesmo não se pode dizer do equilíbrio e dinâmica, que num Lexus deve privilegiar o conforto, mas não pode esquecer que a compostura do conjunto deve sobressair face a outros concorrentes de dinâmica menos inspirada.

Neste capítulo o Lexus ES cumpre com os seus propósitos, ainda que tenha gostado mais de conduzir a versão F Sport com suspensões pilotadas. É menos “bamboleante” e mais decidida na abordagem às curvas, e consegue-o ser de forma confortável. Acaba até por ser mais confortável para quem viaja atrás, porque a firmeza tornar a viagem menos atribulada se o andamento por ligeiramente elevado.

Lexus ES 300h F Sport
Lexus ES 300h F Sport

No que toca ao sistema de info-entretenimento, este continua a ser o calcanhar de aquiles da Lexus, com a utilização, principalmente em movimento, a revelar-se mais difícil do que o desejável. Ainda há muito trabalho a fazer neste capítulo, espero ver melhorias nos próximos modelos da marca.

O sistema de som de alta fidelidade da Mark Levinson leva nota alta, se dás valor a uma boa banda sonora, este sistema é imprescindível no teu Lexus ES.

VÊ TAMBÉM: Lexus UX 200. Já conduzimos o PRIMEIRO SUV compacto da Lexus

Em Portugal

A gama nacional do ES resume-se à motorização híbrida 300h, disponível em seis versões: Business, Executive, Executive Plus, F Sport, F Sport Plus e Luxury. Os preços iniciam-se nos 61 317,57 euros para o Business e vão até aos 77 321,26 euros do Luxury.

Os Lexus ES 300h F Sport destacam-se pela tónica mais desportiva, contando com suspensão adaptativa, com 650 ajustes distintos.

Os F Sport distinguem-se dos demais no exterior, — grelha, jantes e logótipos F Sport —, como por dentro — acabamento exclusivo alumínio “Hadori”, alavanca da caixa de velocidades e volante em pele perfurada, este último com três raios e patilhas seletoras de velocidade, pedais desportivos em alumínio perfurado, e painel de instrumentos similar ao do coupé LC.

O ES 300h Luxury, como topo de gama que é, conta com itens exclusivos, a maioria concentrados nos ocupantes dos lugares traseiros, como os bancos atrás reclináveis eletricamente até 8º e um painel eletrónico de controlo de temperatura. Conta ainda com bancos dianteiros e traseiros aquecidos e ventilados, e bancos dianteiros elétricos com função memória.

Versão Preço
ES 300h Business 61 317,57 €
ES 300h Executive 65 817,57 €
ES 300h Executive Plus 66 817,57 €
ES 300h F SPORT 67 817,57 €
ES 300h F SPORT Plus 72 821,26 €
ES 300h Luxury 77 321,26 €

Primeiras impressões

7 / 10
O Lexus ES traz fortes argumentos para o segmento, não só por ser uma proposta exclusivamente híbrida, mas também pelo restante conteúdo tecnológico, conforto e espaço. A plataforma GA-K é uma revelação, com um muito bom equilíbrio entre conforto e aptidões dinâmicas — evidenciado ainda de forma mais clara na variante F Sport com suspensão pilotada. Peca pelo sistema de info-entretenimento, que continua a ser de utilização pouco intuitiva.

  • Qualidade geral do interior

  • Compromisso comportamento/conforto

  • Habitabilidade traseira

  • Info-entretenimento pouco intuitivo

  • (Ainda a) CVT

Preço

61.318

Data de comercialização: Fevereiro 2019


Sabes responder a esta?
Quantas velocidades tem a transmissão híbrida Multifases do Lexus LC 500h?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lexus LC 500h: concentrado de estilo e tecnologia

Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto

Os mais vistos