Indústria

Incêndio no museu da SEAT. Nenhum carro ficou destruído

Ao contrário do que foi noticiado por grande parte da imprensa, nenhum dos carros do museu da SEAT foi destruído pelo incêndio de ontem.

Como sabes, as instalações da SEAT em Martorell, Barcelona, foram ontem afetadas por um violento incêndio que se alastrou até ao pequeno armazém A122, local onde está o museu histórico da SEAT (sim, aquele ao qual o Guilherme Costa te fez uma “visita guiada” há bem pouco tempo).

No entanto, ao contrário do que muitos afirmaram, nenhum carro ficou destruído. A confirmação é oficial e foi dada diretamente pela SEAT à Razão Automóvel. A marca espanhola confirmou que não só nenhum carro ficou destruído como não houve feridos a registar.

Para além disto, contrariamente ao que chegou a ser avançado, a estrutura do armazém A122 não ficou destruída, não tendo sequer sofrido grandes danos. Tudo isto apenas foi possível graças à rápida intervenção dos funcionários da SEAT, que conseguiram resgatar todos os carros da coleção (lembra-te, são mais de 200).

O incêndio terá começado por volta das 17 horas, hora local, numa oficina de manutenção mas até agora ainda não são conhecidas as causas do mesmo. No combate às chamas estiveram envolvidas 13 equipas de bombeiros e o fumo era visível em toda a cidade de Barcelona, chegando mesmo a afetar a circulação em algumas vias próximas às instalações da SEAT.

VÊ TAMBÉM: SEAT vai liderar ofensiva GNC no grupo Volkswagen

Um museu privado (e quase seceto)

Se bem te lembras do artigo que te trouxemos há pouco tempo acerca do museu da SEAT, não é qualquer pessoa que vai ao espaço que ontem foi afetado pelas chamas. É que as portas do  armazém A122 raramente estão abertas a “estranhos”. No entanto, a Razão Automóvel foi autorizada a visitar aquele espaço e ficámos a conhecer os carros que os funcionários da SEAT ontem salvaram.

Assim, desde o primeiro SEAT 1400 (o primeiro modelo da marca espanhola)passando pelo SEAT 600, SEAT Cordoba WRC e até um SEAT Marbella criado especialmente para as deslocações do Papa, não há um pedaço da história da marca espanhola que não esteja representado naquele museu.

VÊ TAMBÉM: Qual foi o melhor automóvel que já conduzi?

No final, só nos resta agradecer a todos os funcionários da SEAT pela coragem demonstrada para salvarem todos aqueles carros, vocês são verdadeiros Petrolhead.

Subscreve o nosso canal de Youtube.

Sabes responder a esta?
Em que ano é que o SEAT Toledo foi eleito Carro do Ano em Portugal?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

SEAT Toledo. Vencedor Carro do Ano 1992 em Portugal

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos