Apresentação

Queres conhecer ao vivo o novo Range Rover Evoque?

O novo Range Rover Evoque já pode ser encomendado, mas haverá uma apresentação inicial estática a 1 de março em Lisboa e 8 de março no Porto.

Revelado em Londres em novembro passado — o que até envolveu um “mergulho” numa piscina — , deslocámo-nos agora a Madrid, para conhecer mais em pormenor o novo Range Rover Evoque (L551), modelo sobre o qual caem enormes responsabilidades considerando o sucesso da primeira geração.

O que justifica a aposta na continuidade desta segunda geração. No entanto, as novidades não deixam de ser muitas, sobretudo no campo tecnológico — todas as motorizações são mild-hybrid (à excepção da que usufrui de transmissão manual), maior aposta na conectividade, atualizações over-the-air (atualizações remotas), retrovisor digital e até um capot “invisível”.

O novo Range Rover Evoque recorre a uma evolução da plataforma do atual (D8), que recebeu o nome de Premium Transverse Architecture (PTA), que garante não só mais rigidez (13%) e melhor aproveitamento espacial, como passa a estar preparada para níveis crescentes de eletrificação — mild-hybrid e híbrido plug-in —, possibilidade totalmente aproveitada pelo novo Evoque.

RELACIONADO: Metemos o novo Range Rover Evoque numa piscina. E não só…

MHEV

Excetuando a motorização D4 (2.0 Diesel com 150 cv) quando combinada com a caixa manual e tração dianteira, todas as outras são mild-hybrid, ou semi-híbridas, ou ainda na linguagem Land Rover, MHEV ou Mild-Hybrid Electric Vehicle. O que isto significa?

Passa a haver um sistema elétrico paralelo de 48 V, associado a uma bateria de lítio composta por 14 células de 8 Ah (Amperes hora); e um motor-gerador ligado por correia à cambota. Como outros sistemas semelhantes, não permite autonomia elétrica, mas assiste os motores de combustão interna Ingenium que equipam o novo Evoque, sejam a gasóleo ou gasolina.

As vantagens? Até 6% em redução de combustível, o que equivale até menos 8 g/km de CO2; além de termos disponíveis até 140 Nm de binário extra, cortesia do motor elétrico, para arranques ou retomas de aceleração mais vigorosos. O sistema start-stop passa a conseguir desligar o motor ainda com o carro em movimento, até uma velocidade de 17 km/h.

PHEV

Mais tarde, em março de 2020, surgirá uma variante híbrida plug-in, ou PHEV (Plug-in Hybrid Electric Vehicle). O novo Range Rover Evoque PHEV surge com inédito bloco Ingenium a gasolina de três cilindros turbo, com 1.5 l, 200 cv de potência e 280 Nm de binário.

Além do motor-gerador elétrico ligado à cambota (como nos MHEV), o Evoque PHEV adiciona um eixo traseiro eletrificado — integra um motor elétrico de 108 cv, caixa de velocidades e inversor. A bateria passa a ser de 11,3 kW/h. De momento, não foram avançadas mais especificações, como a autonomia exclusivamente elétrica.

Motores

Como seria de esperar, o novo Range Rover Evoque vem equipado com os motores Ingenium da JLR, a gasolina e gasóleo. Ambos têm 2.0 l de capacidade, quatro cilindros em linha, e são sempre sobrealimentados via um turbocompressor.

Classe 1? Só uma versão
Só haverá um Range Rover Evoque classificado como Classe 1 nas nossas portagens. Virá equipado com o motor Diesel D4, com 150 cv, e também será o único Evoque com tração dianteira e caixa manual de seis velocidades. Todos os outros Evoque, ao serem tração às quatro, serão Classe 2.

A gasolina haverá três variantes, com 200 cv, 249 cv e 300 cv. A gasóleo teremos também três variantes com 150 cv, 180 cv e 240 cv. Todos eles estarão associados a uma caixa automática ZF de nove velocidades e tração às quatro rodas.

High Tech

Não é só ao nível da eletrificação que o novo Range Rover Evoque revela a sua aposta na sofisticação tecnológica. O novo SUV inglês passa a integrar o novo sistema de info-entretenimento Touch Pro Duo, que conjuga dois ecrãs táteis em vidro de 10″, mais um painel de instrumentos digital de 12,3″ e ainda um head-up display a cores.

Apple CarPlay e Android Auto marcam igualmente presença, assim como um Hot Spot Wi-Fi 4G (até oito dispositivos) e seis fichas USB “espalhadas” pelo habitáculo.

Outras das novidades é a incorporação de um “capot invisível”. Denominada Clear Sight Ground View, este pedaço de tecnologia permite, basicamente, ver o que está imediatamente à frente da… frente, que o capot não deixa ver — um auxiliar precioso em condução fora de estrada, ou até citadina.

Range Rover Evoque 2019
O sistema Clear Sight Ground View em funcionamento.

Por fim, o novo Evoque vem munido também com um retrovisor digital — apesar de ter sido a primeira marca a apresentá-lo, a Toyota antecipou-se na comercialização de solução semelhante com o novo RAV4. As vantagens são óbvias, onde uma câmara traseira permite manter a funcionalidade do retrovisor, mesmo quando a bagageira (agora com mais 16 l, com 591 l) está cheia… até ao teto.

VÊ TAMBÉM: Sabe quanto vai custar o novo Toyota RAV4

Podes conhecer ao vivo o novo Evoque

O novo Range Rover Evoque já está disponível para encomenda em Portugal nas versões 4X4, com a chegada ao mercado a começar no próximo mês de março. As versões 4X2 chegam mais tarde, em setembro.

Os preços avançados pela marca ainda não são definitivos — serão confirmados após a certificação WLTP que dará os valores de CO2 exatos. Assim, são anunciados 55 572 euros para as versões 4X4 (150 cv, automático, nível de equipamento S) e 54 656 euros para a versão 4X2 (150 cv, manual, equipamento base).

Range Rover Evoque 2019

Os interessados na nova geração do SUV britânico terão oportunidade de conhecê-lo ao vivo, em primeira mão, a 1 e 2 de março em Lisboa e a 8 de março no Porto, onde estará em exibição de forma estática. Será necessário reservar um lugar para o evento, pelo que deixamos os locais onde o podem fazer:

Nota: Os endereços URL estão corretos, mas tem ocorrido problemas no acesso aos mesmos. Tentem mais tarde, caso não o consigam de momento.

Sabes responder a esta?
Com qual modelo o Range Rover Velar partilha a sua base?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Ao volante do Range Rover Velar D300 HSE. Apenas bonito ou mais que isso?

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos