Apresentação

Novo Renault Clio. Estivemos no interior da quinta geração

A Renault revoluciona o habitáculo, melhorando muito a qualidade, aumentando o espaço disponível e acrescentando novas tecnologias. A quinta geração do Clio será apresentada no próximo Salão de Genebra e chega ao nosso mercado no final do primeiro semestre.

Em Mortefontaine, França

Num evento exclusivo para os membros do Car Of The Year, a Renault mostrou todos os detalhes do renovado habitáculo do novo Renault Clio.

A quinta geração vai chegar ao mercado no final do primeiro semestre e, depois de ter estado a bordo de um dos primeiros protótipos, o que posso dizer é que a marca francesa fez uma verdadeira revolução no habitáculo do seu campeão de vendas.

O Clio domina o segmento B desde 2013, com as vendas a subir sempre de ano para ano, sendo o segundo carro mais vendido na Europa, só superado pelo Volkswagen Golf.

RELACIONADO: Renault Clio. Novos motores e mais tecnologia para nova geração

Apesar disso, a quarta geração que agora se retira, não estava isenta de críticas, que eram dirigidas sobretudo à qualidade dos materiais do habitáculo e a algumas questões de ergonomia. A Renault deu ouvidos às críticas, reuniu um grupo de trabalho específico e o resultado é o que se pode ver nas imagens e que tive oportunidade de conhecer em primeira mão, em Paris.

Grande evolução

Assim que abri a porta do novo Renault Clio e ocupei o lugar do condutor foi fácil perceber que a qualidade dos plásticos do topo do tablier é muito melhor, tal como nas portas da frente.

Logo abaixo dessa área, há uma zona de personalização, que o cliente pode especificar dentro de oito ambientes internos distintos, que mudam também os revestimentos da consola, das portas, do volante e dos apoios de braços.

O volante foi substituído por outro de menores dimensões e o painel de instrumentos é agora totalmente digital e configurável em três grafismos, de acordo com o modo de condução escolhido no Multi Sense: Eco/Sport/Individual.

Há dois painéis de instrumentos, consoante a versão: um de 7″ e outro de 10″. A Renault chama ao novo interior o “Smart Cockpit” que inclui o maior monitor central da sua gama, o Easy Link, conectado.

Este monitor central tipo “tablet” tem agora 9,3″, uma superfície anti-reflexo mais eficiente e muito mais contraste e luminosidade.

Os ícones estão mais separados entre si, para facilitar a escolha com o carro em andamento. Mas a Renault percebeu também que nem sempre a melhor solução é ter tudo dentro dos menus do sistema, por isso destacou um conjunto de teclas piano, colocadas sob o monitor e, mais abaixo, três comandos rotativos para a climatização, que assim fica muito mais acessível.

A consola foi colocada numa posição mais alta, o que trouxe a alavanca da caixa para mais perto do volante. Existe um bom porta-objetos nessa área, tal como carregamento de smartphone por indução e travão de mão elétrico.

As bolsas das portas passaram a ter um volume realmente utilizável, tal como o porta-luvas, que subiu de 22 para 26 l de capacidade.

Renault Clio interior Intens

A quinta geração do Clio é muito importante para nós, porque se trata "apenas" do best-seller do segmento e do segundo automóvel mais vendido na Europa. É um ícone! No interior fizemos uma verdadeira revolução, com um notável progresso na qualidade percebida, maior sofisticação e uma forte presença tecnológica.

Laurens van den Acker, Diretor do Design Industrial do Grupo Renault

Mais espaço

Os bancos dianteiros são agora os do Mégane, com mais comprimento para as pernas e uma forma mais confortável do espaldar. Têm também maior apoio lateral e ganharam em conforto. Além disso, são menos volumosos, fazendo ganhar espaço no habitáculo.

Renault Clio Interior. bancos

A sensação de espaços nos lugares da frente é claramente melhor, tanto em largura, onde se ganharam 25 mm, como em comprimento. A coluna de direção avançou 12 mm e a tampa do porta-luvas está 17 mm mais recuada, em ambos os casos para melhorar o espaço para os joelhos.

O desenho do tablier foi muito melhorado, com linhas retas que sublinham a maior largura do habitáculo e grelhas de climatização de muito melhor qualidade, uma das críticas do anterior modelo. Há dois novos níveis de equipamento, o desportivo R.S. Line que substitui o anterior GT Line e o luxuoso Initiale Paris.

Passando para os lugares de trás, nota-se a melhor qualidade do puxador das portas traseiras, que continua “escondido” na zona vidrada.

O tejadilho mais baixo obriga a algum cuidado com a cabeça, ao entrar, mas o banco traseiro é mais confortável. Tem mais espaço para os joelhos, devido ao formato “oco” das costas dos bancos da frente, o túnel central é baixo e há também um pouco mais de largura, que a marca estima em 25 mm.

Finalmente, a mala subiu a sua capacidade para os 391 l, tem um formato interno mais regular e um fundo duplo, que ajuda a formar uma grande superfície plana, quando se rebatem os bancos traseiros. A boca de carga é um pouco mais alta que no modelo anterior, por razões relacionadas com as exigências das companhias de seguros.

Mais novidades

O Renault Clio estreia a nova plataforma CMF-B, já preparada para receber variantes eletrificadas. Segundo o plano“Drive the Future” a Renault anunciou que irá lançar 12 modelos electificados até 2022, sendo o Clio E-Tech o primeiro, já no próximo ano.

Segundo informações públicas, mas ainda não confirmadas pela marca, esta versão deverá juntar o motor 1.6 a gasolina com um alternador de grandes dimensões e uma bateria, para uma potência combinada de 128 cv e cinco quilómetros de autonomia em modo 100% elétrico.

Até 2022, a Renault compromete-se também a tornar todos os seus modelos conectados, o que já vai acontecer com o novo Clio, e colocar no mercado 15 modelos com tecnologias de condução autónoma, em diversos níveis de auxílio ao condutor.

Desde 1990 até final de 2018, as quatro gerações do Clio venderam 15 milhões de unidades e depois de a ter analisado por dentro, esta nova geração parece bem preparada para dar continuidade ao sucesso dos seus antecessores.

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos