Ambiente

Limites de velocidade em todas as “autobahn”? Pode acontecer por causa das emissões

Os dias dos troços de "autobahn" sem limites de velocidade podem estar contados. Porquê? Para diminuir as emissões e proteger o ambiente.

Por enquanto, os troços ainda existentes de autobahn na Alemanha sem limites de velocidade são um dos últimos locais no planeta para quem quer pôr à prova os números da sua máquina numa via pública de forma legal.

No entanto, estão novamente sob ameaça. Uma série de propostas preliminares para diminuir as emissões de gases de efeito de estufa na Alemanha podem estar a colocar um ponto final ao paraíso da velocidade.

As propostas foram criadas pela Plataforma Nacional sobre o Futuro da Mobilidade, e entre as várias soluções encontradas encontra-se uma das mais controversas: a imposição de um limite de 130 km/h em todas as autoestradas do país e o fim dos troços sem limites de velocidade.

VÊ TAMBÉM: Indústria automóvel tem de reduzir emissões de CO2 em 37,5% até 2030

Outras das propostas incluem o aumento dos impostos sobre os combustíveis a partir de 2023, a abolição de incentivos fiscais para a compra de carros Diesel e cotas para vendas de carros elétricos e híbridos. De acordo com a Plataforma, estas medidas corresponderiam a cerca de metade da redução de emissões que a Alemanha tem de cumprir.

Alemanha ou cumpre ou paga

As propostas, esboçadas num documento ao qual a Reuters teve acesso, surgem em resposta ao facto de a Alemanha poder vir a ser multada pela União Europeia caso não consiga reduzir as emissões de gases de efeito estufa e os venenosos óxidos de azoto. Um dos alvos específicos dessa redução é o setor dos transportes, que desde 1990 não vê as suas emissões caírem.

Para já, as propostas da Plataforma Nacional sobre o Futuro da Mobilidade ainda não estão finalizadas. Estas só deverão estar prontas no final de março e serão, provavelmente, incorporadas numa lei de mudança climática que o governo alemão pretende promulgar ainda este ano.

Entretanto, o comité encarregue de elaborar as propostas já admitiu que muitas das sugestões podem vir a ser consideradas controversas, podendo-se ler até no rascunho a que a Reuters teve acesso que “Será preciso habilidade política, habilidade diplomática e disposição para se comprometer para alcançar as metas de mudança climática”.

Fonte: Automotive News Europe

Sabes responder a esta?
Qual era a velocidade máxima do Lotus Omega?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lotus Omega (1990). A berlina que comia BMW’s ao pequeno-almoço

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos