Efeméride

Foi há 110 anos que nasceu o primeiro automóvel da Bugatti

A Bugatti é hoje conhecida por fazer dos carros mais rápidos do mundo. Mas já conhecias o Bugatti Type 10, o seu primeiro modelo?

Hoje a Bugatti é conhecida por modelos como o Chiron, o Veyron ou até o EB110. Mas as suas origens são bem mais antigas, quando o fundador da marca, Ettore Bugatti, começou a desenvolver o seu primeiro carro há 110 anos, em 1908.

Antes de mais, deixa-nos contar-te a história do senhor Bugatti. Nascido em Milão em 1881, antes de se dedicar a produzir os seus veículos, já desenhava automóveis para algumas das maiores empresas da época como a De Dietrich ou a E.C.C. Mathis.

Em 1907 foi trabalhar para a Gasmotoren-Fabrik Deutz AG (co-fundada por Nikolaus-August Otto, um nome que não te deve ser estranho), onde assumiu as funções de diretor do departamento de produção.

VÊ TAMBÉM: Ford Mustang. Ícone americano já vendeu 10 milhões de unidades

Foi exatamente durante o período em que trabalhava para a Deutz em Colónia, na Alemanha, que Ettore Bugatti começou a desenvolver o seu primeiro carro. Para tal recorreu aos seus próprios trabalhadores.

Bugatti Type 10
O Bugatti Type 10 está na origem da marca que hoje produz o Chiron.

O Bugatti Type 10

Quando Ettore Bugatti começou a desenvolver o seu primeiro carro, em 1908, o caderno de encargos era simples: tinha de ser leve, potente e ágil. Para além disso, teria não só de igualar a concorrência como superá-la em todos os aspetos.

O Type 10 recorria a um motor de 1.2 l de quatro cilindros que debitava… 10 cv. Pode parecer pouca potência, mas não te esqueças que o Type 10 surgiu no início do século XX, nos primórdios do automóvel. Para além disso o modelo só pesava 365 kg. Isto permitia uma velocidade máxima de… 80 km/h.

VÊ TAMBÉM: 19 projetos que tiveram o «dedinho» da Porsche e tu não sabias
Bugatti Type 10
Com um motor de 1.2 l, o Type 10 quase que pode ser visto como o primeiro exemplo de downsizing. É que na altura a norma eram cilindradas entre os 4 l e os 12 l.

As inovações do Type 10

O primeiro Bugatti de sempre (apesar de Ettore Bugatti só ter patenteado a marca mais tarde, o Bugatti Type 10 é considerado o primeiro modelo da marca) contava, como não podia deixar de ser, com várias inovações para a época.

VÊ TAMBÉM: Sky View. Este opcional torna o Bugatti Chiron ainda mais exclusivo

Algumas delas eram, por exemplo, o recurso a uma árvore de cames à cabeça suspensa sobre um bloco em ferro, que acionava duas válvulas por cilindro. A árvore de cames estava ligada à cambota através de um eixo de bisel.

Para além disto, numa época em que a maioria dos carros recorriam a transmissão por corrente, o Type 10 já contava com uma embraiagem multi-pratos e veio de transmissão que levava a potência até às rodas traseiras.

Ao nível da suspensão, contava com molas de lâmina sendo que a travagem estava a cargo de um sistema de travões por cabo. Já a grelha do radiador tinha ainda um formato retangular, sendo que só mais tarde viria a assumir o formato em ferradura, que depois se eternizou.

VÊ TAMBÉM: Porque é que não existem motores V7 ou V9?
Bugatti Type 10
Ettore Bugatti nunca vendeu o Type 10. Em 1939 o carro ainda era usado pela sua mulher diariamente.

O primeiro de muitos Bugatti

Aplaudido pelos especialistas da época, o Bugatti Type 10 nunca foi produzido — o aviador francês Louis Blériot chegou até a pedir que fossem produzidos mais exemplares —, mas abriu caminho para o surgimento da marca que hoje produz o Chiron.

Em 1909, Ettore Bugatti conseguiu, com a ajuda de alguns parceiros, abrir a sua própria empresa em Molsheim, na França, sendo que a 1 de janeiro de 1910, foi assinado oficialmente o acordo para a construção da fábrica na cidade francesa.

Depois disto, Ettore Bugatti continuou a desenvolver o Type 10 com a sua equipa, dando origem ao Type 13, o primeiro carro a usar, oficialmente, o nome Bugatti. Este contava com uma cilindrada de 1.4 l e debitava 15 cv, alcançando os 90 km/h.

Imagens: Bugatti

Sabes responder a esta?
Em que ano foi apresentado o Porsche Semper Vivus?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Porsche Semper Vivus. O primeiro híbrido da história do automóvel

Mais artigos em Clássicos

Os mais vistos