Arranque a Frio

Kalashnikov apresenta a sua última criação. E, não, não é uma metralhadora

Conhecido fabricante russo de armas, onde se inclui a famosa AK-47; a Kalashnikov virou-se para… os automóveis elétricos. Para “acabar” com… a Tesla?!

Não, não estamos a brincar; apesar de ter ganho nome com o fabrico de uma das metralhadoras mais famosas de sempre, a AK-47, a russa Kalashnikov quer mudar de vida, ou, pelo menos, alargar o seu leque de atividades. Nomeadamente, entrando na guerra dos carros elétricos.

Presente no fórum internacional de armamento de guerra “Army 2018”, em Moscovo, a empresa russa deu a conhecer o CV-1, proposta que parece ter sido desenvolvida a partir da já extinta carrinha IZH-Kombi.

No entanto, mais curioso que a inspiração retro, é o sistema de propulsão elétrico, com bateria de 90 kWh, que a Kalashnikov diz ser capaz de garantir uma potência máxima de 300 cv, acelerar dos 0 aos 100 km/h em 6s, e cumprir até 350 km com uma só carga. Motivo pelo qual pretende posicioná-lo como um rival direto dos Tesla!

Ambição realista?… Simplesmente ridículo?… Vê o vídeo e diz-nos, tu, de tua justiça.

RELACIONADO: Que carros são dados à troca pelo Tesla Model 3?

Sobre o “Arranque a Frio”. De segunda a sexta-feira na Razão Automóvel, há um “Arranque a Frio” às 9h00 da manhã. Enquanto bebes o teu café ou ganhas coragem para começar o dia, fica a par de curiosidades, factos históricos e vídeos relevantes do mundo automóvel. Tudo em menos de 200 palavras.

Sabes responder a esta?
Qual é o tempo do recorde alcançado pelo Lamborghini Aventador SVJ, no circuito de Nürburgring?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Lamborghini Aventador SVJ revelado. Mais do que esperávamos!

Mais artigos em Notícias