WLTP

Culpem o WLTP. Mais de 200 versões para retestar só na Volkswagen

A Volkswagen acaba de anunciar a decisão de suspender a produção das versões ainda não em conformidade com o WLTP, que entra em vigor a 1 de setembro. Há a necessidade de testar, para efeitos de homologação, “mais de 200 versões", só na marca Volkswagen.

É uma corrida contra o tempo, na marca de Wolfsburgo, para estar em conformidade com o novo protocolo de testes WLTP. O anúncio da decisão foi feito, em comunicado, pela Volkswagen, após reunião entre Herbert Diess, Presidente do Conselho de Administração do Grupo Volkswagen e Bernd Osterloh, Chairman do Conselho de Trabalhadores.

Recorde-se que a nova norma WLTP, substitui a anterior e inadequada NEDC e obriga a testar também versões de um mesmo modelo — diferentes tamanhos de rodas e até os opcionais kits estéticos implicam um teste específico.

Quanto aos construtores automóveis, poderão ter, inclusivamente, de suspender a produção de alguns dos seus modelos — seja para introduzir alterações mecânicas, para ficarem dentro dos limites impostos de emissões; seja para novamente os certificar, retestando-os.

Herbert Diess CEO Volkswagen Group 2018
Herbert Diess passou da marca Volkswagen, para a liderança de todo o grupo

“Só dentro da marca Volkswagen, vamos ter de realizar testes a mais de 200 versões para serem homologadas, dentro do mais curto espaço de tempo”, comenta o CEO do Volkswagen Group, Herbert Diess, acrescentando que, “após as férias em Wolfsburgo, só faremos veículos que já cumpram as novas especificações. [Os restantes] serão entregues, de forma progressiva, à medida que a aprovação necessária for conseguida. Ainda assim, teremos de ir armazenando um número considerável de veículos, numa perspetiva provisória”.

Os atrasos verificados na homologação justificam-se, segundo Diess, pelos procedimentos de teste mais complexos e morosos, com consequente aumento do volume de trabalho três ou quatro vezes mais que o habitual.

Com o objetivo de ultrapassarmos este desafio, as nossas infra-estruturas de teste têm vindo, e continuarão a ser utilizadas, virtualmente em contra-relógio. No entanto e também como forma de garantir que o número de unidades produzidas não será excessivo, vamos ter de estabelecer dias sem produção em Wolfsburgo, no período entre as férias e o fim de setembro

Herbert Diess, CEO do Volkswagen Group

Subscreve o nosso canal de Youtube:

A dúvida

A Volkswagen não especificou, no comunicado divulgado, quais os modelos que deixarão de ser produzidos, durante o período de transição e certificação, ou até mesmo a partir do momento em que a fábrica de Wolfsburgo voltará a funcionar a todo o vapor.

Volkswagen fábrica
RELACIONADO: Volkswagen. Futuro próximo inclui semi-híbridos, GNC, mas também um novo 2.0 TDI

Sabes responder a esta?
Em que data em que entra em vigor a norma anti-emissões Euro 6d-TEMP?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Opel já tem 79 motorizações respeitadoras da norma Euro 6d-TEMP

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos