Desde 20 163 euros

Ao volante do Hyundai Kauai 1.0 T-GDi. Tudo o que precisas saber

O Hyundai Kauai andou connosco durante uma semana. Da Grande Lisboa ao Alentejo, com uma passagem demorada pela Ribatejo, fizemos 700 quilómetros ao volante deste SUV coreano. E neste vídeo contamos-te como foi.

O tempo em que a Hyundai apenas oferecia modelos carregados de equipamento e garantias a perder de vista é uma coisa do passado. Não porque as garantias e o equipamento de série tenham deixado de fazer parte dos argumentos da Hyundai, mas sim porque agora há outros argumentos.

E que argumentos são esses? Falando concretamente do Hyundai Kauai, podemos referir a qualidade geral de todo o conjunto e a aposta num design apelativo.

Faz swipe na galeria de imagens:

O design do Hyundai Kauai é quanto a mim bastante feliz, e tem uma identidade muito vincada — desde que a Hyundai mudou o seu centro de desenvolvimento para a Europa, que os resultados estão à vista.

Em termos de plataforma, a Hyundai fez «all in». Apesar de ser um modelo que em aspetos como as dimensões e o preço alinha pelo segmento B-SUV, a sua plataforma rolante assenta em soluções de um segmento superior. Falamos da plataforma K2, a mesma do Elantra, e grosso modo, muito semelhante à plataforma do i30.

Hyundai Kauai teste
O recurso à plataforma K2 faz-se notar na forma com o Hyundai Kauai pisa a estrada.

O trabalho das suspensões, a rigidez estrutural e a forma com enfrenta os pisos mais degradados sem queixumes denunciam que este B-SUV tem algo mais. Em termos dinâmicos, neste segmento, só o SEAT Arona (que também recorre a uma plataforma baseada num segmento superior) é que tem argumentos para o Hyundai Kauai.

RELACIONADO: Revelado em Genebra o Hyundai Kauai Electric, em duas versões

A título de exemplo, o Kia Stonic — com que o Hyundai Kauai partilha as motorizações — não recorre a esta plataforma K2 e isso nota-se em estrada (e também no preço).

Vamos para o interior do Hyundai Kauai?

Vejam a lista de equipamento na ficha do modelo (final do artigo). É bastante extensa. Mas aquilo que quero destacar é a solidez geral do habitáculo e a apresentação. Os detalhes na cor da carroçaria quebram a monotonia dos plásticos e os bancos oferecem bons níveis de conforto e apoio.

Faz swipe na galeria de imagens:

Nos bancos traseiros há espaço para dois adultos viajarem confortavelmente e, se for necessário, espaço suficiente para um 3º elemento começar a resmungar ao fim de algumas dezenas de quilómetros — falo por mim, odeio viajar ao meio. Quando era criança a conversa era outra…

Se for esse o caso, abram a porta e deixem os mais queixosos pelo caminho. Até porque o acesso ao habitáculo é amplo e facilita não só o despejo de passageiros inconvenientes mas também a montagem de cadeiras de criança.

HYUNDAI KAUAI teste
Espaço suficiente para dois adultos e… meio.

A mala oferece 360 litros de capacidade, o que não sendo fantástico — principalmente se compararmos com o Citroen C3 Aircross — também não compromete de forma significativa. Gostaram o saco de ginásio cor de rosa no vídeo em destaque? Não é meu. Há 32 anos que deixei de frequentar ginásios (não tenho orgulho nisso).

Motor do Hyundai Kauai 1.0 T-GDi

Os 120 cv de potência do motor 1.0 T-GDi chegam e sobra para a maior das encomendas. Para tirar total partido do chassis exigia-se algo mais «espevitado» (há uma versão 1.6 T-GDi com 177 cv) mas para 90% das situações é mais do que suficiente.

HYUNDAI KAUAI teste
Respondendo à dúvida de alguns de vós no vídeo, esta ponte está situada junto à localidade de Porto de Muge (Ribatejo).

Em termos de consumos, como referi no vídeo, numa toada (muito) calma podemos contar com consumos médios de 6.1 litros/100 km, mas se a força da gravidade desenvolver uma relação muito estreita com o vosso pé direito contem com médias acima dos 7 litros/100 km. É que o Hyundai Kauai convida a acelerar…

O escalonamento da caixa manual de seis velocidades também é bom. Ainda que não estejamos na presença de um sprinter, o motor tem pulmão suficiente para esquecermos a caixa de velocidades durante muitos quilómetros e aproveitar as baixas e as médias rotações.

Quando a considerações finais, vejam o vídeo em destaque. E já agora… subscrevam o nosso canal (é só carregar aqui). A nossa equipa está a trabalhar afincadamente para continuar a oferecer-te os melhores conteúdos.

No próximo domingo vamos publicar mais um ensaio ao BMW i8 Roadster em Maiorca (Espanha). Já toda a gente sabe o que acontece todas as quartas e domingos

Preço

unidade ensaiada

20.163

Classificação Euro NCAP: 5 / 5

  • Motor
    • Arquitectura: 3 cil em linha
    • Capacidade: 998
    • Posição: Transversal
    • Carregamento: Turbo+ inj. dir.
    • Distribuição: 2 a.c.c / 12 V
    • Potência: 120 cv (às 6 000 rpm)
    • Binário: 172 Nm (entre as 1 500 e as 4 000 rpm)
  • Transmissão
    • Tracção: Dianteira
    • Caixa de velocidades: Manual 6 vel.
  • Capacidade e dimensões
    • Comprimento / Largura / Altura: 4165 mm / 1800 mm / 1550 mm
    • Distância entre os eixos: 2600 mm
    • Bagageira: 361 litros
    • Jantes / Pneus: 235/45 R18
  • Consumo e Performances
    • Consumo médio: 5,4 l/100 km
    • Emissões de CO2: 125 g/km
    • Vel. máxima: 181 km/h
    • Aceleração: 12 seg.
  • Garantias
    • Pintura e corrosão: 12 anos sem limite de km
    • Mecânica: 5 anos sem limite de km
  • Equipamento
    • 6 Altifalantes (Frente: 2 / Atrás: 2 / Tweeters: 2)
    • Ar condicionado automático 1 zona
    • Banco do condutor com ajuste elétrico do apoio lombar
    • "Cruise Control" com limitador de velocidade e comandos no volante
    • Vidros elétricos (Frente e atrás)
    • Espelhos exteriores aquecidos com regulação elétrica
    • Jantes em liga leve de 18" em dois tons
    • Bluetooth com comando no volante e reconhecimento de voz
    • Integração de smartphone Apple Carplay e Android Auto**
    • Rádio com ecrã touchscreen de 7"
    • Câmara de auxílio ao estacionamento traseira com linhas dinâmicas
    • Sistema de alerta de fadiga do condutor (DAW)
    • Sistema de Manutenção à faixa de rodagem (LKA)
    • HAC/DBC (Controlo de Arranque em Subida e Controlo de Descida)
    • Sensor de chuva (Limpa para-brisas de ativação automática)
    • Sensor de luz (Faróis de acendimento automático)
    • VDC, ESC e ESP (Controlo Eletrónico de Estabilidade)
Avaliação
8 / 10
O Hyundai Kauai é um produto interessante, com uma apetecível relação qualidade/preço. Argumentos aos quais se juntam o bom chassis, um motor suficiente e um design apelativo.
  • Atenção ao detalhe
  • Comportamento
  • Equipamento de série
  • Preço
  • Ruído do motor a baixa rotação
  • Bagageira com capacidade abaixo da média do segmento

Mais artigos em Testes, Ensaio

Os mais vistos