WLTP

Diz adeus aos V6 a gasolina dos Jaguar XE e XF

Mais um dia, mais uma vitima do WLTP. Desta vez são os V6 a gasolina que equipam os Jaguar XE e XF a desaparecerem do catálogo europeu.

Na semana passada anunciámos a chegada do motor Ingenium de quatro cilindros, 2.0 litros turbo e 300 cv aos Jaguar XE e XF. Só que a nova adição às respetivas gamas terá também a missão de substituir, na medida do possível, o 3.0 V6 Supercharged (compressor) que equipa as versões S.

Os Jaguar XE S e XF S extraem do V6 que os equipa cerca de 380 cv — bem mais que os 300 dos novos 300 Sport —, mas de acordo com a marca britânica em declarações à Autocar, apenas 2 a 3% das vendas dos dois modelos correspondem a este motor no Reino Unido.

Não é apenas as baixas vendas que justificam o fim do V6. O WLTP, o novo teste de certificação de consumos e emissões que entra em vigor a 1 de setembro próximo, está também por detrás desta decisão. Pelo que o custo de alterar o motor para o tornar cumpridor, simplesmente não compensa, dado o pouco volume de vendas que representa.

Jaguar XF Sportbrake
Jaguar XF Sportbrake

Se para já, confirma-se apenas o fim do V6 apenas no Jaguar XE e XF, é de esperar que a mesma medida seja estendida também ao F-Pace e XJ. No entanto, o F-Type, o único desportivo atual da marca, deverá mantê-lo, apesar de ter sido o primeiro a vir equipado com o quatro cilindros de 300 cv.

O fim do V6, no entanto, deverá apenas estar limitado, sobretudo, ao continente europeu. Nos EUA, que têm os seus próprios procedimentos de certificação de consumos e emissões, o V6 Supercharged continuará a fazer parte das gamas XE e XF.

RELACIONADO: Jaguar lança nova edição especial 300 SPORT nas gamas XE e XF

Sabes responder a esta?
Em que ano o Peugeot 405 ganhou o troféu Carro do Ano em Portugal?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Peugeot 405. Vencedor do Carro do Ano 1989 em Portugal

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos