O rugido do Jaguar F-TYPE com quatro cilindros

O novo Jaguar F-TYPE ganha novo patamar de acesso. O novo motor Ingenium de quatro cilindros passa a equipar o desportivo britânico.

Tal como a Porsche fez com os Cayman e Boxster, que ganharam a denominação 718 e perderam dois cilindros no processo, também o Jaguar F-TYPE vê-se equipado com uma unidade de quatro cilindros. O novo motor da família Ingenium tem apenas dois litros de capacidade e um turbo, o que permite cerca de 300 cavalos e 400 Nm.

2017 Jaguar F-TYPE 4 cilindros

As boas notícias surgem relativamente à performance, que iguala os 5.7 segundos nos 0-100 km/h do 3.0 V6 de 340 cavalos com caixa manual. O motor mais pequeno torna-o no F-TYPE mais leve. Com a perca de lastro a ocorrer sobretudo na frente, o potencial de agilidade do felino foi incrementado.

Menores consumos e emissões, pelo menos oficialmente, também estão na ordem do dia. E no caso português, o preço de acesso ao F-TYPE é agora 23 mil euros inferior relativamente ao 3.0 V6, ficando-se pelos 68 323 €, no caso do coupé.

RELACIONADO: Jaguar F-TYPE ganha um novo motor de quatro cilindros

O único ponto que causa dúvidas é a sonoridade desta nova mecânica. São quatro cilindros contra os seis dispostos em V noutros F-TYPE. Pode não fazer sentido discutir este ponto quando falamos em utilitários ou familiares, mas num desportivo, é parte da sua essência.

Tal como os Porsche 718, lamentou-se a perda da sonoridade dos seis cilindros opostos naturalmente aspirados. Será que o novo motor Ingenium consegue cativar pelo som?

A resposta a esta pergunta é dada neste pequeno filme da Jaguar. Ian Hoban, responsável pela linha de produção do Jaguar F-TYPE, descreve-nos a nova adição motriz do desportivo britânico, o que permite pela primeira vez ouvir o rugido do novo motor. Digam de vossa justiça!

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Sem categoria

Os mais vistos

Pub