Salão de Genebra 2018

Mercedes-Benz Classe C atualizado ganha novos argumentos tecnológicos

O Mercedes-Benz Classe C recebe uma merecida atualização. Se por fora as alterações são subtis, o interior é reforçado com mais equipamentos tecnológicos.

Será já no próximo Salão de Genebra que poderemos ver o revisto Mercedes-Benz Classe C, modelo que entra no seu quarto ano de produção, tendo sido o modelo mais vendido da marca em 2017, com vendas combinadas de mais de 415 mil unidades entre o carro e a carrinha.

Se as revisões por fora são ligeiras, com para-choques revistos em todas as versões, jantes de novo desenho e novos preenchimentos internos das óticas, as principais novidades são, sobretudo, do foro tecnológico.

Por fora, existem novas óticas dianteiras LED High Performance (opção), e pela primeira vez estão disponíveis os faróis MULTIBEAM LED com luzes de máximos ULTRA RANGE. Também as óticas traseiras são em LED.

Mercedes-Benz Classe C

No interior as alterações ao desenho são ainda mais subtis, com as maiores diferenças a residirem nos materiais de alguns revestimentos e em novas combinações cromáticas — entre elas um tom magma cinzento/preto e um novo castanho tipo sela para o AMG Line.

Painel de instrumentos digital é novidade

Mas não deixa de ser no interior que estão as principais novidades desta atualização, com o Classe C a adotar do conceito de controlos e visualização do Classe S. O Mercedes-Benz Classe C passa a poder ter um painel de instrumentos totalmente digital (12,3 polegadas), com três estilos à escolha — Classic, Progressive e Sporty.

Não é, no entanto, o MBUX, o novo sistema de infoentrenimento revelado pelo Mercedes-Benz Classe A, que combina um novo interface com dois ecrãs.

O volante passa a incorporar comandos sensíveis ao toque, como num smartphone, permitindo igualmente o controlo do cruise control e do sistema DISTRONIC. O sistema de infoentretenimento pode ser adicionalmente controlado através do touchpad na consola central ou através de comandos por voz, cortesia do LINGUATRONIC.

Mercedes-Benz Classe C — interior
O volante ganha novos comandos e o painel de instrumentos, em opção, pode ser totalmente digital

Assistência à condução

O Mercedes-Benz Classe C reforça também as suas competências em sistemas de assistência à condução e, em algumas situações, permite condução semi-autónoma. Para tal vê-se munido de sistemas de câmaras e radar otimizados e pode também recorrer aos dados de mapa e navegação para as funções de assistência.

Os já conhecidos Assistente de Faixa de Rodagem e o Assistente à Travagem de Emergência conhecem novos desenvolvimentos e o Assistente de Direção passa a incorporar novas funcionalidades.

E mais?

A Mercedes-Benz não revelou muito mais acerca do revisto modelo. É de esperar novidades nos campos das motorizações — estas terão de ser atualizadas para cumprirem os mais recentes ciclos de testes WLTP e RDE, que entrarão em vigor em setembro. Os rumores apontam também para a introdução de novas versões híbridas plug-in, sob a denominação EQ, tanto a gasolina como gasóleo.

Mercedes-Benz Classe C Exclusive

A apresentação pública ocorrerá durante o Salão de Genebra, que abre portas no dia 6 de março.

 

Sabes responder a esta?
Qual foi o primeiro automóvel ligeiro a ter um motor Diesel com injeção direta?
Não acertaste.

Mas podes descobrir a resposta aqui:

Fiat. A marca que «inventou» os motores Diesel modernos

Mais artigos em Notícias