Esqueça a cerâmica, o carbono ou o alumínio

Porsche volta aos travões de tambor

A notícia é tão inesperada, quanto surpreendente: a Porsche vai voltar a fabricar travões de tambor. Felizmente, apenas para os seus clássicos!

Tecnologia que fez parte de alguns dos mais emblemáticos modelos Porsche, os travões de tambor acabaram por cair em desuso e quase desaparecer. Foram entretanto substituídos por soluções mais eficazes e vanguardistas, como é o caso dos discos em carbono ou em cerâmica.

No entanto e porque o mercado assim o obriga, a marca de Estugarda, referência entre os fabricantes de desportivos, acaba de anunciar o regresso à boa e velha tecnologia de travagem — embora apenas e só para poder continuar a abastecer os modelos mais antigos ainda em circulação.

Porsche 356 Jante

Porsche 356 na mira

A Porsche regressou aos travões de tambor para responder às necessidades manifestadas pelos proprietários daquele foi o seu primeiro modelo — o Porsche 356. Do qual, aliás, ainda existe um número considerável de unidades em condições de circulação. Isto, apesar de ter deixado de ser comercializado em 1956. Ou seja, cerca de oito anos após o arranque das vendas, em 1948. Sucessor? Um tal de 911.

RELACIONADO: Discos de travão perfurados, ranhurados ou lisos. Qual é a melhor opção?

No entanto e porque se torna cada vez mais difícil encontrar peças sobressalentes que permitam ao respectivos donos manter os seus carros em boas condições de utilização, a Porsche Classic volta agora a produzir, na Áustria, os travões de tambor. Fabricados não apenas segundo os desenhos originais, mas também para todas as evoluções do modelo: o 356 A, fabricado entre 1955 e 1959; o 356 B, produzido entre 1960 e 1963; e o 356 C, evolução que saiu da linha de montagem durante apenas dois anos, entre 1964 e 1965.

Porsche 356

Um tambor por 1.800€, quatro por 7.300€

Mas se és um dos felizes proprietários de uma destas jóias e estás já a pensar quanto é que te irá sair um jogo de travões, o melhor mesmo é preparares a carteira. Pois, o preço de cada unidade não é propriamente baixo, rondando os 1.800 euros cada. O que faz com que um mero conjunto de quatro travões de tambor orce os 7.300 euros!

Mas, também, quem foi que disse que o prazer e a segurança são algo barato?…

Mais artigos em Notícias