Segurança Rodoviária

PE quer travagem de emergência obrigatória. Com voto português.

Hoje em dia opcional, a travagem autónoma de emergência pode vir a ser obrigatória na União Europeia. Carlos Coelho foi um dos que votou a favor.

Com o objetivo assumido de chegar às zero vítimas na estrada, até 2050, o Parlamento Europeu aprovou uma série de medidas para aumentar a Segurança Rodoviária na União Europeia, nomeadamente, a obrigatoriedade de todos os carros novos passarem a contar, de série, com sistema de travagem de emergência. O eurodeputado português Carlos Coelho foi um dos que votou a favor.

Proposta no seguimento do relatório “Salvar Vidas: reforçar a segurança dos veículos na UE”, a medida, que agora adota a figura de recomendação junto da Comissão Europeia, junta-se a outras igualmente propostas, como a obrigatoriedade de instalação do controlo de pressão de pneus ou os sistemas de colocação do cinto de segurança no banco de trás.

Travagem de emergência

Travagem de emergência pode diminuir 25 000 mortes por ano

“Para atingirmos o objetivo de ‘zero vítimas’ até 2050, temos que avançar com medidas concretas e eficazes em articulação com os Estados-Membros na segurança dos veículos, nas infraestruturas rodoviárias e no comportamento dos condutores”, afirmou Carlos Coelho, na intervenção em pleno Parlamento Europeu, a que podes assistir no vídeo que publicamos mais abaixo.

Apesar de já serem consideradas das mais seguras do mundo, as estradas europeias ainda são palco, hoje em dia, de cerca de 25 000 mortes por ano. Período durante o qual registam ainda uma média de 135 000 feridos.

RELACIONADO: Sistemas Autónomos de Travagem do Volvo S90 e V90 com pontuação máxima nos testes Euro NCAP
Eurodeputado Carlos Coelho

Segurança rodoviária não pode depender do preço do carro

“A segurança rodoviária não pode, por princípio, ser apenas para aqueles que dispõem de mais dinheiro. Não devem ser apenas os carros de gama superior a dispor de mecanismos de assistência oferecidos pelos fabricantes como a travagem de emergência, o controlo de pressão de pneus, os sistemas de colocação de cinto no banco de trás, etc.”, comentou ainda o eurodeputado social-democrata. Defendendo que “há que tornar obrigatório para todos os veículos a existência destas tecnologias que ajudam a reduzir a mortalidade na estrada”, pois “um simples sistema automático de ajustamento do cinto de segurança obrigatório, para evitar lesões no pescoço, pode salvar milhares de vidas e tem um custo irrisório”.

Sabe responder a esta?
Qual foi o modelo que venceu, em termos absolutos, o Carro Mundial Feminino do Ano 2017?
Não acertou..

Mas pode descobrir a resposta aqui::

Carro Mundial Feminino do Ano 2017. Conhece os vencedores

Mais artigos em Notícias