Apresentação

Range Rover Sport foi atualizado e ganhou um híbrido plug in

A atualização do Range Rover Sport trouxe como principal novidade a adição do P400e, o primeiro híbrido plug in da marca.

A Jaguar Land Rover anunciou recentemente que todos os seus modelos seriam parcialmente ou totalmente eletrificados a partir de 2020. E após termos conhecido o Jaguar I-PACE, o primeiro elétrico da marca e do grupo, a Land Rover revelou o seu primeiro híbrido plug in: o Range Rover Sport P400e.

É a grande novidade na renovação efetuada ao bem sucedido SUV da marca britânica. Não só é o seu primeiro plug in como também é o primeiro Land Rover a conseguir mover-se apenas e só com o recurso a energia elétrica. São cerca de 51 km de autonomia máxima em modo elétrico, recorrendo a um motor elétrico de 116 cv e um conjunto de baterias com capacidade de 13,1 kWh.

Sendo híbrido, o motor térmico escolhido é o bloco Ingenium a gasolina de quatro cilindros em linha com 2.0 litros, turbo e 300 cv, o mesmo que está disponível no mais acessível dos Jaguar F-Type. A transmissão é automática, da ZF, com oito velocidades, e é também onde se encontra o motor elétrico.

A combinação das duas motorizações garantem 404 cv – justificando o nome de P400e -, e 640 Nm de binário oferecendo bom nível de performances: 6,7 segundos dos 0 aos 100 km/h e uma velocidade máxima de 220 km/h. No modo elétrico, a velocidade máxima é de 137 km/h. Os consumos médios, recorrendo ao permissivo ciclo NEDC, são uns otimistas 2,8 l/100 km e emissões de apenas 64 g/km – números que devem alterar-se significativamente sob o ciclo WLTP.

SVR agora com mais cavalos e carbono

No outro extremo da gama encontramos o revisto Range Rover Sport SVR. Não poderia ser mais distinto do P400e – tem o dobro dos cilindros e nenhum motor elétrico. O V8 Supercharged de 5.0 litros de capacidade garante agora mais 25 cv e 20 Nm totalizando 575 cv e 700 Nm. O suficiente para lançar os mais de 2300 kg até aos 100 km/h em 4,5 segundos até uma velocidade máxima de 283 km/h. Ainda estamos a falar de um SUV, certo?

O SVR também estreia um novo capot em fibra de carbono e traz bancos específicos 30 kg mais leves relativamente aos outros Sport. Apesar dos ganhos e feitas as contas, o novo SVR é apenas 20 kg mais leve que o antecessor. A marca anuncia igualmente novos acertos de suspensão melhorando o controlo dos movimentos da carroçaria e passagens em curva a velocidades superiores.

SUV Elétrico: SUV 100% elétrico com base no Nissan Leaf a caminho?

E mais?

Além do P400e e do SVR, todos os Range Rover Sport recebem atualizações estéticas, apresentando uma grelha frontal redesenhada e novas óticas. Os para-choques frontais também mereceram a atenção dos designers, que em conjunto com os engenheiros, permitiram otimizar o fluxo de ar direcionado ao sistema de refrigeração do motor. Na traseira encontramos um novo spoiler e recebe novas jantes de 21 e 22 polegadas.

O interior é também atualizado aproximando-o do Range Rover Velar. Entre as várias novidades destaca-se a introdução do sistema de infoentretenimento Touch Pro Duo, composto por dois ecrãs de 10 polegadas, complementando o painel de instrumentos digital. Os bancos da frente também são mais finos e existem novos temas cromáticos para o interior: Ebony Vintage Tan e Ebony Eclipse.

Um pormenor curioso é podermos abrir ou fechar a cortina do teto panorâmico através de gestos. Um movimento swipe em frente do retrovisor permite abrir ou fechá-la. Novidade é também a Active Key, que permite trancar e destrancar o seu Range Rover sem chave, sistema estreado no F-Pace.

O atualizado Range Rover Sport deverá chegar até ao final do ano, ou início do próximo.

Mais artigos em Notícias