BMW M1. Off-Road ou Stance? Venha o diabo e escolha…

Há muito que os adeptos da marca bávara vêm salivando por um sucessor do BMW M1. Pois bem, as notícias não são animadoras.

Produzido pela BMW entre 1978 e 1981, numa quantidade que não excedeu os 460 carros, o BMW M1 é hoje em dia um dos clássicos mais cobiçados da BMW. E não é difícil de perceber porquê.

A produção começou por ser delegada à Lamborghini, mas por motivos em grande parte financeiros, a BMW acabou por assumir essa tarefa – só a história que deu origem ao desportivo daria um artigo à parte.

ESPECIAL: As carrinhas desportivas mais radicais de sempre. BMW M5 Touring (E61)

Além de ter sido desenhado por Giorgetto Giugiaro, o BMW M1 foi o primeiro BMW de produção equipado com um motor central, um bloco Twin Cam 3.5 litros de seis cilindros em linha posicionado logo atrás dos bancos dianteiros. E se as versões de estrada se ficavam pelos 277 cv, os lendários M1 Procar chegavam aos 470, e posteriores conversões destes, sobrealimentados, superavam os 850 cv de potência.

Em 2008, o departamento de design da BMW apresentou o M1 Homage, um tributo ao modelo original, 30 anos depois seu lançamento.

Desde então, têm corrido rumores que apontam para um sucessor do M1, mas até agora não há perspetivas que se venham a concretizar. Especulou-se que o BMW i8 pudesse servir de base para tal, já que também coloca o motor térmico atrás dos passageiros, mas a BMW também fechou essa porta.

Não obstante, o designer Rain Prisk voltou a dar asas à imaginação e desenhou o icónico coupé alemão em duas versões distintas: uma preparada para as aventuras em todo-o-terreno e, no extremo oposto, outra bastante mais próxima do chão. Vocês decidem…

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias