Portugueses procuram cada vez mais «carros amigos do ambiente»

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Portugueses procuram cada vez mais «carros amigos do ambiente»

Segundo o portal Standvirtual, a procura de carros amigos do ambiente tem sofrido um acentuado crescimento nos últimos tempos.

Em tom antecipativo do Dia Mundial do Ambiente, celebrado a 5 de junho, o Standvirtual – portal de anúncios online – divulgou alguns dados que demonstravam que os portugueses procuram, cada vez mais, carros amigos do ambiente.

RELACIONADO: Guia de compras: elétricos para todos os gostos

No caso do carros híbridos, registou-se um crescimento da procura de 113% só nos primeiros meses do ano de 2016, comparativamente ao período homólogo. No lado da oferta, a categoria dos carros híbridos aumentou 75% de anúncios no portal, face ao mesmo período do ano passado.

Ainda nesta categoria, o Peugeot 508, o Honda Civic e o Citroën DS5, para além de serem os carros mais pesquisados, são ainda os com maior números de anúncios no portal. Segundo a Standvirtual, o preço médio de um carro híbrido ronda os 27 mil euros.

Nos carros elétricos, a procura no portal registou um aumento de 87% (nos primeiros quatro meses deste ano) e a oferta um crescimento de 75%, face ao período homólogo. No pódio dos elétricos mais procurados ficaram o Nissan Leaf, Renault Zoe e Renault Twizy. Em relação à oferta no portal, destacam-se o Nissan Leaf, o Renault Twizy e o Renault Zoe, respetivamente. Em média no portal, um carro elétrico regista um valor de, aproximadamente, 21 mil euros.

Miguel Lucas, gestor da plataforma online, regista:

Estamos a assistir claramente a uma tendência crescente do mercado de carros ecológicos. Cada vez mais há uma maior consciencialização para com o meio ambiente, para além de que os custos de utilização são significativamente menores. Adicionalmente, muitas empresas têm vindo a renovar a sua frota automóvel com carros ecológicos, tendo em conta os benefícios fiscais inerentes, de acordo com as novas regras da Fiscalidade Verde que entraram em vigor o ano passado.

A NÃO PERDER: Estudo: afinal elétricos não são assim tão amigos do ambiente

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter