Desde 27 902 euros

Primeiras impressões ao volante do novo Kia Sportage

A quarta geração do Kia Sportage, o SUV coreano, apresenta um novo design, tecnologias de ponta e interiores renovados.

Depois de no ano passado ter batido o seu recorde absoluto de vendas com um total de 384 790 unidades (3 671 em Portugal), foi com entusiasmo que a Kia convidou uma comitiva portuguesa para a apresentação em Barcelona da 4ª geração do seu modelo mais vendido na Europa, o Kia Sportage.

Do anterior modelo sobrou apenas o nome e conseguiu-se melhorar em todos os aspectos. Ao nível estético, o novo modelo distingue-se da geração anterior pelas linhas mais arrojadas e dinâmicas. Segundo responsáveis da marca, o novo Kia Sportage é inspirado nos aviões de caça, como se pode ver nas tomadas de ar na dianteira e nos faróis. Se resultou? Acredito que sim, julgando pela reacção dos espanhóis à passagem do novo Sportage.

Por dentro, o tablier está mais sofisticado e com melhor qualidade de construção. Às maiores dimensões do habitáculo, os bancos em pele redesenhados e os materiais de qualidade refletem as preocupações da marca coreana com a ergonomia, proporcionando maior conforto a bordo.

Kia Sportage interior

A segurança foi também uma das prioridades da KIA nesta 4ª geração do modelo. O novo Sportage segue as pisadas da geração anterior e obteve a classificação máxima nos testes da Euro NCAP. De entre as habituais tecnologias de segurança activa destacam-se o Sistema de Detecção de Ângulos Mortos, Sistema de Travagem Automática (Emergência) e Sistema Assistência Faixa de Rodagem.

RELACIONADO: Kia Sportage faz 25 anos e alcança cinco milhões de unidades vendidas

Em estrada, importa destaca o excelente compromisso entre dinâmica e conforto, fruto da adopção de uma suspensão multi-link na traseira (em todos os níveis de equipamento e motorizações) e ao aumento da rigidez da carroçaria em 39%, com o recurso a novos materiais – o grupo coreano é um dos maiores produtores de aço do mundo.

Testei as versões 1.7 CRDI (115cv) e 1.6 GDI (136cv). Da motorização 1.7 CRDI retive a adequação do motor ao peso do conjunto – ainda que um pouco mais de potência não lhe fizesse mal, face à competência dinâmica do Sportage. A motorização a gasolina, apesar de mais potente, não se revelou mais agradável de conduzir.

Seja qual for a versão (EX, TX ou GT Line) a lista de equipamento é bastante completa. Na versão base EX, entre outros equipamentos podemos destacar: sensor de chuva e luz, Bluetooth hands-free, ar condicionado automático, computador de bordo, comandos audio volante, cruise control, espelhos retrovisores elétricos e retráteis, volante em pele e rádio leitor CD e MP3.

CH9Q7950

Por cerca de mais 3000 euros, a versão TX propõe adicionalmente: assistência à faixa de rodagem, informação dos sinais de limite de velocidade, luzes traseiras LED, chave inteligente, luzes de máximo inteligentes, sensores de estacionamento, sistema de navegação com câmera, estofos em tecido e pele, e jantes de 19”.

O novo Kia Sportage chega a Portugal já em abril por 27 902 euros na versão a gasolina (1.6 GDi ISG Silver) e por 33 974 euros na versão a gasóleo (1.7 CRDi ISG TX Prime). Graças a uma campanha de lançamento a KIA propõe descontos de 4000 euros na versão a gasolina e 5100€ na versão a gasóleo, descendo assim os preços para 23 902 euros na versão a gasolina e 28 874 euros na versão a gasóleo.

Mais artigos em Testes, Primeiro Contacto