Primeiro contacto: Novo Opel Astra

Depois de um contacto estático com o novo Opel Astra em Julho, tivemos a oportunidade de guiar a geração K de um dos modelos mais importantes para a marca alemã.

Foi entre a Áustria e a Eslováquia que durante algumas centenas de quilómetros guiámos o novo Opel Astra. Antes de vos adiantarmos as primeiras impressões ao volante, vamos fazer um resumo daquilo que muda no novo Opel Astra em relação à anterior geração. Já lá vão 11 gerações de familiares compactos Opel, com 24 milhões de unidades vendidas desde que foi lançado o primeiro Kadett.

RELACIONADO: Há três meses conhecemos o novo Opel Astra. Recordem aqui esse momento.

Monza Concept: a musa da eficiência

O novo Opel Astra inspirou-se no Monza Concept, o protótipo que a Opel revelou no Salão de Frankfurt de 2013. O Monza Concept tinha “gravada” em cada um dos seus componentes a palavra eficiência, era o mote da Opel para a 11ª geração de modelos compactos.

O resultado passa maioritariamente por uma significativa redução de peso: de 120 kg até 200 kg mais leve em relação ao seu antecessor (geração J), dependendo da motorização.

Como é que o Opel Astra perdeu peso?

A arquitetura do novo Opel Astra foi sujeita a uma dieta desde o início da sua concepção. Na carroçaria e estrutura a Opel conseguiu perder 20% de peso em relação ao modelo anterior. Aqui o novo Opel Astra passa de 357 para 280 quilos.

Suspensão e travões também foram revistos, com a utilização de aços ultraresistentes de baixo peso a permitir poupar mais de 50 quilos apenas nesta rubrica. Os engenheiros da marca votaram contra a utilização de painéis integrais na parte inferior da carroçaria, representando um menor peso e redução dos custos de produção.

O sistema de escape também está mais leve (25% = 4,5kg), jantes e pneus de menor diâmetro também ajudaram na redução de peso (o conjunto pesa menos de 11,5 kg). Os travões também são mais leves, menos 10 kg.

Design apurado, por dentro e por fora

O design do novo Opel Astra representa a evolução da filosofia Opel “Arte escultural aliada à precisão alemã”. A alteração que mais salta à vista é o inovador pilar C.

Opel Astra 2016-40

O novo design, mais compacto (5 cm mais curto, 2,5 mais baixo e 0,5 cm mais estreito) tem consequências ao nível do peso e também na área frontal de resistência ao ar, que é agora de 0,642m (geração J: 0,770m). Estas alterações permitem ao novo Opel Astra ter o melhor coeficiente de resistência ao ar de sempre: 0,285 cx.

VEJAM TAMBÉM: Opel já tem 30.000 encomendas para o novo Opel Astra

Se por fora parece mais pequeno, já por dentro o espaço para os passageiros aumentou. Mais 35mm de espaço para as pernas dos passageiros colocam o novo Opel Astra no topo do segmento C e o condutor dispõe de mais 2,2 cm de altura em relação à geração anterior.

Opel Astra 2016-28

O habitáculo também foi totalmente redesenhado, com os bancos a serem alvo de alterações profundas. Foram 5 anos de trabalho, no sentido de economizar espaço e reduzir o peso. Os bancos pesam menos cerca de dez quilos no novo Opel Astra. O interior sofreu também um dieta…de botões. A Opel reconheceu que a simplicidade dos elementos é o caminho a seguir, segundo a marca esta foi uma resposta à vontade dos clientes.

Conectividade é palavra de ordem

O novo Opel Astra já vem disponível com o sistema Opel OnStar, que assiste o condutor durante a viagem e em caso de emergência. Nós testámos o sistema Opel OnStar: depois de premir o botão que aciona o sistema, uma operadora configurou o GPS para o destino que queríamos seguir. A conversa foi 100% em português.

O Opel OnStar também oferece ligação Wi-Fi 4G, transformando o Opel Astra num hotspot ao qual podemos ligar até 7 dispositivos móveis. A nova geração de infoentretenimento IntelliLink permite a integração do smartphone via Apple CarPlay e Android Auto. Confirmo que usamos e abusamos destas novidades, maldito smartphone que já não largamos…

Opel Astra 2016-115

Mais artigos em Testes