Opel já tem 30.000 encomendas para o novo Astra

Opel anunciou em Frankfurt o lançamento de 29 novos modelos até 2020. Novo Opel Astra em destaque no espaço da marca no certame alemão.

No mesmo dia em que apresentou ao mundo a nova geração Astra e divulgou que o novo modelo já tem 30.000 encomendas antes do lançamento em outubro, a Opel anunciou que vai lançar 29 novos modelos até 2020. Entre esses estará um novo automóvel elétrico e um segundo topo de gama, a par do Insignia, que será um SUV (Sport Utility Vehicle).

O anúncio foi feito pela CEO da General Motors Company, Mary Barra, na conferência que a Opel realizou no dia inaugural do Salão Internacional de Frankfurt, que decorre até dia 27 naquela cidade alemã. «O novo topo de gama vai ser produzido na fábrica da sede da Opel, em Rüsselsheim, a partir do final da década. Este modelo dará um novo impulso tecnológico à marca», assegurou Mary Barra.

Opel Astra Sports Tourer 20

RELACIONADO: Conheçam os primeiros detalhes da Opel Astra Sports Tourer

A CEO da GM e o CEO do Opel Group, Karl-Thomas Neumann, revelaram o novo Opel Astra e a variante ‘station wagon’ Opel Astra Sports Tourer num ‘stand’ inspirado no tema ‘Astra Galaxy’. «O novo Astra é o melhor automóvel que já produzimos e representa um salto quântico em múltiplos aspetos», afirmou Karl-Thomas Neumann. «Toda a equipa fez um trabalho extraordinário. Está aberto um novo capítulo na História da Opel».

A 11ª geração do modelo compacto familiar da Opel foi concebida em torno do conceito de eficiência e é cerca de 200 kg mais leve que o anterior modelo. Está equipado com tecnologias avançadas, algumas das quais inéditas no segmento, como os novos faróis de matriz de LED.

Mary Barra: «Opel vai crescer»

A Opel foi o terceiro fabricante na tabela de vendas do mercado de veículos ligeiros na União Europeia em 2014 e já fixou metas de crescimento. «O objetivo está bem definido: a Opel quer tornar-se no segundo maior fabricante europeu em 2022», afirma Mary Barra.

Uma das tecnologias que marcará o futuro da indústria automóvel é a chamada condução autónoma, algo em que a GM e a Opel estão a trabalhar ativamente. «Nos próximos cinco a dez anos vamos assistir a mais mudanças na nossa indústria do que houve nos últimos cinquenta anos», disse Mary Barra, sublinhando que a visão que orienta o desenvolvimento na área da condução autónoma é um mundo com ‘zero acidentes’. «O novo Astra está equipado com uma série de sistemas ativos de segurança e constitui um passo importante nessa direção».

Segue a Razão Automóvel no Instagram e no Twitter

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos