Essilor Carro do Ano/Troféu Volante de Cristal 2016

Carro do Ano 2016 com muitas novidades

Nova composição do Júri Carro do Ano, com meios digitais a entrarem pela primeira vez no painel de especialistas. A Razão Automóvel é um deles.

A 32ª Edição do Essilor Carro do Ano / Troféu Volante de Cristal arranca com uma série de novidades que prometem aumentar a eficácia na escolha dos melhores automóveis do mercado português, bem como a visibilidade e o impacto público de um iniciativa promovida pelo Expresso e pela SIC Notícias, e que conta com a colaboração de perto de duas dezenas dos principais órgãos de comunicação nacionais.

A primeira novidade prende-se precisamente com a composição do Júri, que passa a integrar membros permanentes, em representação de 16 jornais, revistas, rádios e televisões, e que, a partir de agora passa a ter jurados convidados a integrar o Júri.

Este ano, a Comissão Executiva do Carro do Ano, presidida por Rui Freire, decidiu convidar três meios digitais – O diário digital “Observador”, o site “Razão Automóvel” e o canal “Auto Sapo”. De acordo com o presidente da Comissão Executiva, a decisão de passar a incluir membros rotativos no júri, deve-se à necessidade de “Aumentar a visibilidade pública desta iniciativa que é essencialmente destinada a informar o público. Para isso precisamos de estar atentos a todas as tendências de consumo e de formação de opinião, sendo cada vez mais os meios digitais aqueles que conseguem chegar a um público exigente e que pretende uma informação segmentada e credível. Pretendemos ainda abrir as portas do Júri a novas vozes e, sobretudo, a um novo entendimento do fenómeno automóvel, que não se pode esgotar numa leitura estritamente especializada e deve, isso sim, espelhar as tendências da sociedade portuguesa no que respeita à mobilidade e ao automóvel.”

unnamed

Mantendo-se fiel à sua filosofia de serviço ao público – elegendo as melhores propostas e os melhores modelos automóveis em cada ano – o Essilor Carro do Ano/Troféu Volante de Cristal 2016 apresenta este ano uma série de novidades, que na opinião de Rui Freire, traduzem esse “Contínuo esforço de estar compaginado, quer com as tendências mais marcantes da indústria automóvel, quer com uma nova realidade de comunicação”.

O regulamento foi profundamente revisto com o objetivo de se aproximar mais quer da realidade do mercado e dos produtos automóveis, quer da perceção pública da utilidade deste tipo de prémios. “Destaco uma pequena revolução. A partir de agora o Júri elege uma versão específica como Carro do Ano e não uma gama completa, como acontecia até agora. Isto vai ao encontro daquilo que um potencial cliente quer – saber que carro é bom para comprar – já que nenhum cliente compra uma gama. Por outro lado, isto vai permitir que marcas que tradicionalmente têm gamas menos compostas, possam concorrer em igualdade de oportunidades, valendo apenas a qualidade intrínseca do seu produto e não a compleição comercial da respetiva marca em Portugal.”

Rui Freire explica ainda que foram introduzidas alterações no boletim de voto e no peso dos itens em análise: “Mais uma vez, quisemos aqui simplificar e clarificar os critérios que permitem ao Júri produzir a sua avaliação e torná-los mais facilmente comunicáveis, quer às marcas concorrentes, quer ao público.”

Melhor informação, mais visibilidade

Outra das áreas a merecer intervenção é nas ações de promoção e divulgação da iniciativa e dos modelos concorrentes.

O Carro do Ano é uma excelente oportunidade para as marcas de automóveis divulgarem os seus produtos junto de uma audiência bastante expressiva, oferecida pela representatividade dos órgãos de comunicação social que compõem o júri, que no seu conjunto soma um potencial de audiência estimada de 3 milhões de pessoas. “São raras as iniciativas capazes de atingir uma audiência com esta dimensão, mas ainda assim acreditamos que é possível melhorar esse alcance e sobretudo a qualidade da informação produzida sobre a iniciativa. É por isso que a SIC Notícias, o Expresso e a Visão vão este ano desenvolver novas fórmulas editorias para comunicar o Essilor Carro do Ano, que passam sobretudo por uma mais intensa utilização dos seus meios digitais e redes sociais, sem desprezar os formatos tradicionais, como a série de programas que a SIC Notícias todos os anos produz com todos os modelos candidatos, ou o caderno especial que o Expresso edita com os vencedores dos diversos prémios. Vamos ainda desafiar o júri a um maior envolvimento com a iniciativa, oferecendo ferramentas inovadoras de trabalho, como um dossier multimédia sobre cada candidato”, explica Rui Freire.

Por fim, o Essilor Carro do Ano/Troféu Volante Cristal 2016 vai este ano apostar numa maior visibilidade pública dos seus principais eventos, como sejam um roadshow para a eleição final com os sete finalistas ou a entrega de prémios que regressa ao formato de Festa do Automóvel, que marcou durante anos a agenda do sector, como momento de consagração e de convívio entre agentes e personalidades do comércio e indústria automóvel.
As inscrições para o Essilor Carro do Ano/Troféu Volante de Cristal 2016 encerram dia 1 de outubro e o período de testes dinâmicos estendem-se até o dia 15 de dezembro.

Em janeiro são eleitos os sete finalistas, numa primeira sessão de votação, e depois numa segunda ronda, será eleito o Carro do Ano em Portugal bem como os vencedores dos diversos troféus do automóvel que premeiam os melhores modelos em cada segmento.

JÚRI PERMANENTE
. A Bola
. Carros e Motores
. Correio da Manhã
. Diário de Notícias
. Expresso
. Jornal I
. Jornal de Negócios
. Jornal de Notícias
. O Jogo
. Público
. Radio Renascença/RFM
. Record
. Revista do ACP
. SIC/SIC Notícias
. TSF
. Visão

JÚRI CONVIDADO
. Auto Sapo
. Observador
. Razão Automóvel

Mais artigos em Notícias

Os mais vistos