Abandonados

1000 clássicos esquecidos numa floresta da Suécia

Este autêntico cemitério automóvel alberga cerca de 1000 clássicos, numa área florestal na província de Båstnäs, numa pequena cidade mineira na Suécia.

Durante mais de 30 anos, dois irmãos suecos geriram uma sucata que fundaram nos anos 50, com o propósito de comercializar as peças dos veículos abandonados pelos soldados americanos no pós Segunda Guerra Mundial. Em virtude desse triste capítulo da história mundial, estes irmãos conseguiram juntar mais de 1000 veículos numa aérea florestal, situada na província de Båstnäs, numa pequena cidade mineira, no sul da Suécia.

Foi este o negócio destes irmãos até à década de 80, sensivelmente. No início dos anos 90, os dois irmãos acabaram por mudar de ares deixando ao abandono os 1000 clássicos presentes na sucata. Mas há mais histórias destas, vejam aqui esta mega-sucata na Rússia.

Passados tantos anos, a floresta encontrou uma maneira de os absorver. Agora, uma nova vida germina por entre a ferrugem depositada nos seus corpos de aço.

VÊ TAMBÉM: No futuro da Renault existem “carros-robô”
Carros abandonados em floresta em Bastnas, Suécia
Carros abandonados em floresta em Bastnas, Suécia

A descoberta é da responsabilidade de um grupo de exploradores, dos quais o fotógrafo Sevein Nordrum de 54 anos faz parte. Nordrum, aquando da descoberta, deparou-se com uma vista incrível de árvores a nascerem pelo meio dos carros, numa simbiose entre automóveis e natureza. Para Nordrum, a vista desoladora contrastava com a sensação de quietude da floresta, numa beleza que infelizmente a máquina fotográfica não consegue transmitir na totalidade.

A floresta chega a ser tão densa que só é possível ver uma parte dos clássicos abandonados, entre eles modelos da Opel, Volkswagen, Ford, Volvo, Buick, Audi, Saab e Sunbeam.

Carros abandonados em floresta em Bastnas, Suécia

Com um valor estimado em cerca de 120 mil euros, têm sido várias as tentativas de retirada dos carros daquele local, mas existe um problema que tem travado essa vontade.

Os 1000 clássicos que permanecem à tanto tempo em descanso, são neste momento um abrigo para a vida selvagem. Principalmente para as aves, que acabaram por nidificar nos seus interiores. Face a isto, um grupo de ativistas ambientais tem impedido a remoção destes clássicos esquecidos no tempo e que já mereciam uma segunda oportunidade, não acham?

Imagens: Medavia.co.uk

Mais artigos em Clássicos