Recharge No modo Recharge está a reduzir a sua pegada ecológica.

Obrigado por guardar energia para o que mais importa.

Uma iniciativa
x

Recharge

Estamos a guardar energia para o que mais importa.

Salão de Tóquio – Kopen substitui Copen

Daihatsu apresentará em Tóquio novo concept de mini-roadster chamado Kopen, que deverá efectivamente substituir o … Copen.

Não é gralha. Para substituir o pequeno Daihatsu Copen, no salão de Tóquio veremos o novo Daihatsu Kopen. O anterior prolongou a sua carreira por uma década, tendo sido comercializado fora do Japão, incluindo o continente europeu. Acusado de ser um mini Audi TT, dado a evidente inspiração estílistica, o Copen derivava da base usada para os kei-cars da Daihatsu, isto é, tratava-se de um tudo à frente, com motor sobre o eixo dianteiro, com este também a ser o eixo motriz.

O novo Kopen muda a pele, mas não os ingredientes. Continua a ser um tudo à frente, ainda derivado da base dos kei-cars da Daihatsu. Como tal, trata-se de criatura diminuta, com 3.4m de comprimento e apenas 1.48m de largura. Sendo um roadster, também se revela de baixa estatura, com apenas 1.27m de altura. E previsivelmente, o motor tem apenas 660cc, mas desta vez divididos por 3 cilindros, sobrealimentado, com 64cv e acoplado a uma transmissão CVT (Caixa de Variação Contínua).

daihatsu-kopen-4

O anterior Copen, quando comercializado fora do Japão, trocava o pequeno motor de 660cc, por um 1,3l e 4 cilindros com 87cv, e a transmissão era feita através de uma caixa manual de 5 velocidades. Não parece muito, mas tratava-se de criatura leve, com peso a rondar os 850kg, o que já permitia no modelo europeu, menos de 10seg nos clássicos 0-100.

Para o novo Daihatsu Kopen, as probabilidades de receber motorização mais possante são mais diminutas, dado que a Daihatsu abandonou o mercado europeu no ínicio de 2013, pelo que dificilmente justificará o investimento numa motorização extra para os pouco mercados fora do Japão onde o Kopen poderá ser comercializado.

Capotas de lona? Não, obrigado. Tal como o Copen, o Kopen mantém-se fiel à capota metálica manualmente retráctil.

daihatsu-kopen-6

Derivado dos concepts DX (Tóquio 2011) e DR (Indonésia 2012), o novo Kopen coincide o seu lançamento com a apresentação do seu mais provável rival, o também kei-car Honda S660 concept. De concepts acabam por ter pouco, pois tanto o Kopen como o S660, já se apresentam bastante próximos de um automóvel de produção. Ainda por confirmar é a localização do motor e tracção do Honda S660, mas caso os rumores estejam certos, poderá tratar-se de mini desportivo com motor em posição central traseira e tracção às rodas traseiras, tal e qual o pequeno Honda Beat da década de 90 do século passado.

Duas formas distintas de abordar um mesmo conceito, mas no caso do Daihatsu Kopen, a assumir contornos estílisticos mais bizarros. A Daihatsu apresentou o Kopen em duas variantes, o RMZ e o XMZ, com este último a sofrer, aparentemente, de um problema de identidade. Após recepção positiva do concept original DX de 2011, e tal como muitos utilitários e familiares no nosso mercado, apresenta variante extra plásticos, com aparato digno de utilitário pronto para enfrentar o próximo lancil de passeio. Estes cobrem parte substancial da carroçaria, carregando bastante o desenho, quase como a formar um exo-esqueleto protector. Cedência aos caprichos da moda?

daihatsu-kopen-8
daihatsu-kopen-1

Concluindo, depois do S660 pela Honda, o Daihatsu Kopen solidifica o renascimento de pequenos carros desportivos (ou quase?), com a tónica na componente diversão mais do que na eficácia. Talvez a Smart arrisque num sucessor para o Roadster, acompanhado de um pedal de embraiagem a fazer parte das opções?

Mais artigos em Notícias